Future of Money

Bitcoin ‘não consegue’ fazer nova mínima e um evento pode ser determinante para o preço

Descubra os fatores que podem ser importantes para determinar se o bitcoin irá subir ou cair no curto e médio prazo

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 27 de junho de 2024 às 10h59.

Última atualização em 27 de junho de 2024 às 11h03.

Tudo sobreBitcoin
Saiba mais

Nesta quinta-feira, 27, o bitcoin segue com pouca variação de preço. No entanto, a iminência de um evento importante preocupa investidores. No início de julho, a corretora falida Mt. Gox deve pagar bilhões de dólares em bitcoin para seus credores.

No momento, o bitcoin é cotado a US$ 61.727, com alta de apenas 0,2% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap. Nos últimos trinta dias, a principal criptomoeda do mercado ainda despenca 10,3%.

Apesar disso, a cotação do bitcoin hoje ainda é muito maior do que o seu preço quando a Mt. Gox faliu. Com o pagamento dos credores, muitos acreditam que a maioria deles deve vender suas unidades da criptomoeda assim que recebê-las para realizar lucro.

No que ficar de olho

“Essa é uma semana que não tem tanta coisa assim mas no lado micro temos alguns movimentos que estão não só mexendo com o preço não só do bitcoin mas colocando uma pressão um pouco mais forte de venda no mercado como um todo nesse momento”, comentou Lucas Josa, especialista em criptoativos do BTG Pactual, no programa Morning Call Crypto da Mynt, plataforma de criptoativos do banco.

yt thumbnail

“O bitcoin não conseguiu fazer uma nova mínima, comparando com o movimento que tivemos entre o final de abril e o começo de maio. O que eu acho bem forte e bem interessante, principalmente em um cenário em que temos uma pressão vendedora muito mais forte”, acrescentou ele no programa, disponível na íntegra no YouTube.

Em relação à distribuição de bitcoins pela Mt. Gox, Josa não acredita em uma venda massiva da criptomoeda.

“Na minha visão não vai ser uma pressão vendedora catastrófica em que todo mundo vai receber e vender tudo de uma vez. Acho que justamente pelo bitcoin ter se provado muito nos últimos anos tira um pouco esse viés, mas obviamente vai ter realização de lucro, estamos falando de bitcoins que foram comprados na faixa de US$ 100 se não abaixo. Então tem muito lucro para ser realizado mas ainda é um ativo muito forte principalmente nesse cenário que temos agora, pré-mudança no cenário macro no quesito política monetária nos EUA”, concluiu. O Morning Call Crypto é transmitido ao vivo toda semana nas manhãs de terça e quinta-feira.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Stablecoins representam o maior volume de lavagem de dinheiro com criptoativos, aponta pesquisa

NFTs de Donald Trump disparam após ex-presidente sobreviver a ataque nos EUA

CEO da BlackRock reconhece erro sobre bitcoin e vê ativo como "ouro digital"

"Fator Trump" cria volatilidade, mas pode fazer bitcoin disparar, diz gestora

Mais na Exame