Análise: ainda em baixa, bitcoin pode acentuar queda no curto prazo

Bitcoin e ether, as duas principais criptomoedas, se mantém lateralizadas após um período de fortes quedas no mercado. Confira a perspectiva de um especialista
O bitcoin é negociado por 42.730 dólares no momento (SOPA Images/Getty Images)
O bitcoin é negociado por 42.730 dólares no momento (SOPA Images/Getty Images)
Por Lucas CostaPublicado em 17/01/2022 13:18 | Última atualização em 17/01/2022 13:18Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Por Lucas Costa*

O bitcoin teve uma semana bastante lateralizada, após as quedas recentes. No último dia 10, o principal criptoativo chegou a negociar abaixo dos US$39.650, mas se recuperou nos dias seguintes e continuou estável acima dos US$40.000.

A tendência de médio e longo prazo ainda é de alta, mas no curto prazo passamos por forte correção. Os indicadores das médias móveis de 21 e 200 períodos possuem inclinação descendente (US$44.350 e US$48.560), sinalizando tendência de baixa no curto prazo e pressão vendedora. O principal suporte que temos no momento é o último fundo dos US$40.000, que se mostrou um patamar de preço atrativo na última semana, com nova atuação de compradores.

O gráfico diário mostra o preço fazendo uma correção de 61,8% do movimento de alta entre 20 de julho e 20 de outubro de 2021. O movimento citado é importante para definição de regiões de suporte baseadas em proporções de Fibonacci (a faixa de preço atual é uma delas).

Outro elemento técnico que podemos observar é a formação de uma linha de tendência de baixa (conectando os topos recentes), sendo que só temos sinal de compra depois que a mesma for rompida.

O cenário dos próximos dias é de mais quedas, mas já conseguimos acompanhar um enfraquecimento do movimento de queda, com reação na região dos US$40.000 e lateralização nos últimos seis dias.

Em termos estratégicos, o momento é de muita paciência e um bom direcionamento é não comprar enquanto não rompermos a linha de tendência de baixa em vermelho, uma vez que vendedores podem aproveitar os toques para pressionarem mais o mercado na venda. Os próximos suportes são US$40.188 (61,8% de Fibonacci) e US$35.616 (76,4% de Fibonacci), em caso de mais apetite vendedor.

Fonte: https://br.tradingview.com/ (Lucas Costa/Divulgação)

Ethereum (ETH/BTC)

O par ETH/BTC teve recuperação na última semana, mas sem fortes movimentações. O gráfico diário mostra a formação de uma linha de tendência de baixa, confirmando tendência de queda no curto prazo com topos e fundos descendentes. Observamos a pernada de alta com fundo em 0,05930BTC e topo em 0,08865BTC, que pode ser usada para determinar as retrações de Fibonacci (região de correção baseadas em proporções de movimento).

Acreditamos em continuidade de quedas, com próximo suporte em 0,07051BTC (retração de 61,8% de Fibonacci), que também é a região da média móvel de 200 períodos (suporte da tendência dos prazos maiores). O rompimento da região citada pode levar ao teste dos 0,06622BTC (retração de 76,4% de Fibonacci). A falha de cenário tem resistência no topo anterior em 0,08865BTC. Sugerimos compra, se e somente se, tivermos um rompimento da linha de tendência de baixa (vermelho).

Fonte: https://br.tradingview.com/ (Lucas Costa/Divulgação)

*Lucas Costa é mestre em administração e economista pela Universidade Federal de Juiz de Fora, atuou como pesquisador acadêmico e professor nas temáticas de blockchain, criptomoedas e comportamento de consumo, sendo um dos fundadores do grupo de pesquisa Blockchain UFJF. Foi operador de câmbio em mesa proprietária com foco em análise técnica, e trader pessoa física em mercado futuro. Atualmente, é analista técnico.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok