Future of Money

Análise: abril iniciou movimento de correção em ativos de risco como o bitcoin

Mercado entrou hoje em um cenário de aversão ao risco com a frustração do mercado em relação aos dados de inflação dos EUA

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Lucas Costa
Lucas Costa

Analista Técnico do BTG Pactual

Publicado em 10 de abril de 2024 às 11h49.

Tudo sobreBitcoin
Saiba mais

O mês de abril iniciou com um movimento de correção nos ativos de risco. O bitcoin tem queda de 3,20% no mês, após uma sequência de sete meses consecutivos de alta. O mercado entrou hoje em um cenário de risk off com a frustração do mercado em relação aos dados de inflação dos EUA (CPI a/a em 3,5% vs 3,4% expectativa vs 3,2% anterior; CPI m/m 0,4% vs 0,3% expectativa vs 0,4% anterior; CPI núcleo m/m 0,4% vs 0,3% expectativa vs 0,4% anterior).

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Apresentamos a análise técnica do S&P 500, DXY, Bitcoin, Ethereum e Solana.

S&P 500

O S&P500 encerrou a última semana em queda, mas a tendência de curto e médio prazo é de alta. No gráfico semanal, o preço acionou um novo pivô de alta com o rompimento do topo em 4.820,0, com objetivos de Fibonacci em 5.505,0 (141,4%) e 5.880,0 (161,8%).

No gráfico diário, o preço formou um canal de alta, com alinhamento das médias móveis de 21 e 50 dias, indicando dominância da ponta compradora. O price action mostra o início de uma lateralidade, mas é cedo para falarmos em tentativas de reversão para o principal índice de ações dos EUA. O próximo suporte é a média móvel de 50 dias em 5.095,0.

DXY

O dólar tem tendência de alta no curto prazo, apesar da falha de rompimento do topo anterior em 105,000. No gráfico diário do DXY, o preço encontrou suporte na média móvel de 200 dias e esperamos alguma defesa da ponta compradora. O rompimento do último topo em 105,000 pode acionar um novo pivô de alta, com objetivos em 106,150 (141,4%) e 106,710 (161,8%).

Bitcoin (BTCUSD)

O bitcoin possui tendência de alta no médio prazo, mas o gráfico diário do BTCUSD mostra uma lateralidade desde o início de março de 2024. O preço falhou em romper o último topo em US$ 73.500, mas encontrou suporte no fundo anterior em US$ 62.000. A abertura da curva de juros e retomada da aceleração do dólar pode pressionar os criptoativos.

No curto prazo, o gráfico de 4 horas do bitcoin permite um melhor acompanhamento dos movimentos. O preço testou o topo anterior em US$ 72.500 e observamos um aumento da pressão vendedora. O rompimento da média móvel de 200 períodos pode levar ao teste dos fundos anteriores em US$ 64.500 e US$ 62.000.

Ethereum (ETHUSD)

O gráfico do Ethereum (ETHUSD) mostra uma desaceleração do movimento de alta. A tendência de médio prazo é de alta, com alinhamento das médias móveis de 50 dias e 200 dias. O preço formou um fundo mais alto que o anterior em US$ 3.170 e encontrou suporte. O movimento de alta perdeu força e o rompimento do último topo em US$ 4.100 pode levar à retomada das tendências maiores.

Solana (SOLUSD)

O criptoativo Solana também perdeu força nas últimas semanas, apesar de ainda enxergarmos uma tendência de alta no gráfico semanal. O gráfico diário do SOLUSD mostra uma falha de rompimento do último topo em US$ 205. O price action tem sobreposição de barras e lateralidade, indicando indecisão. O próximo suporte é a média móvel de 50 dias em US$ 157.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasCriptoativosFinançasAnálises técnicas

Mais de Future of Money

ETF de bitcoin da BlackRock ultrapassa GBTC da Grayscale e é o maior do mundo em ativos sob gestão

Circle e BTG miram mercado de R$ 300 bilhões com parceria para impulsionar dólar digital no Brasil

FIFA lança NFTs que podem levar colecionadores à Copa do Mundo de 2026

Corretoras cripto e Web3: o que é e qual a relação?

Mais na Exame