Grupo Heineken anuncia sua cervejaria mais sustentável no Brasil

A fábrica do Grupo Heineken em Passos, no estado de Minas Gerais, é primeira a ser pensada e construída do zero no Brasil. Anúncio ocorre após desistência na cidade de Pedro Leopoldo por proximidade com área de preservação ambiental
 (Karin Salomão/Exame)
(Karin Salomão/Exame)
Por Marina FilippePublicado em 27/04/2022 14:42 | Última atualização em 29/04/2022 10:29Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A cidade de Passos, no estado de Minas Gerais, será a próxima a receber a nova cervejaria do Grupo Heineken no Brasil. Essa será a unidade produtiva mais sustentável da empresa até aqui e a primeira a ser pensada e construída do zero pelo Grupo.

Desde o anúncio da saída de Pedro Leopoldo, após proximidade de área de preservação ambiental e arqueológica, a empresa dedicou meses a estudos e análises de terrenos que levaram em consideração critérios como disponibilidade hídrica, desenvolvimento socioeconômico local - respeitando o patrimônio histórico e cultural local e priorizando o distanciamento de unidades de conservação ambiental - e facilidade logística para o abastecimento do estado de Minas Gerais e da região sudeste.

“Recebemos contato de mais de 200 cidades interessadas e que foram extremamente receptivas e solícitas ao nos abrirem as portas. Ficamos muito felizes com esse reconhecimento e gostaríamos de reforçar nosso agradecimento a todos os municípios, em especial Uberaba e Uberlândia, que ficaram entre os três finalistas”, comenta Mauricio Giamellaro, presidente do Grupo Heineken no país.

Práticas sustentáveis na fábrica do Grupo Heineken

A primeira unidade produtiva da cervejaria no estado de Minas Gerais será erguida com processos e equipamentos ainda mais modernos e eficientes, em linha com os compromissos estabelecidos pela companhia no último ano. No pilar ambiental, a nova operação será 100% abastecida por fontes de energia renovável, contribuindo para a meta de neutralidade de carbono anunciada pela empresa em 2021.

Entregar mais eficiência hídrica também é premissa da unidade, o que será feito por meio de tecnologias mais avançadas, que colaboram com a redução do consumo de água, e da construção do seu sistema de abastecimento, que permitirá a ampliação da infraestrutura de disponibilidade e captação de água existente.

A cidade de Passos também já está dentro do programa de geração distribuída de energia verde da marca Heineken. Todos os moradores do município terão acesso à energia renovável a partir de um cadastro digital na plataforma da marca, sem necessidade de instalação em casa. Isso significa que todos podem contribuir para reduzir o impacto de cada residência ao meio ambiente e ainda ganhar desconto na conta de luz. O mesmo vale para os bares e restaurantes locais, que podem receber até 15% de redução na conta mensal.

Já no pilar social, o Instituto Heineken Brasil, apresentado ao mercado no início deste mês, definiu um plano inicial de impactar positivamente mais de 80 jovens em situação de vulnerabilidade social da cidade por meio do WeLab by HEINEKEN, programa que busca promover uma relação mais equilibrada com a bebida alcoólica. O Instituto ainda apoiará iniciativas locais de logística reversa de vidro e fomentará duas cooperativas da região.

“A unidade de Passos representa a nossa 15ª cervejaria no Brasil e a sonhada construção idealizada pelo Grupo Heineken desde a etapa da escolha do terreno. Além de garantir o padrão global de qualidade em todos os processos, a unidade mineira será uma referência de boas práticas e uma consolidação da jornada que estamos construindo. Foi com essa premissa que decidimos deixar a cidade de Pedro Leopoldo e é com ela que seguiremos adiante em Passos”, diz Giamellaro.

Com previsão de inauguração até 2025, a nova operação empregará 350 pessoas, além de gerar aproximadamente 11 mil empregos indiretos, e produzirá as marcas puro malte, como Heineken e Amstel.