Rio Tinto vê leve recuo dos preços do minério de ferro

Preço do minério com teor de 62 por cento de ferro chegou em janeiro a quase o dobro dos preços de setembro

Londres - A Rio Tinto, terceira maior mineradora do mundo, espera que os preços do minério de ferro recuem apenas levemente neste ano ante os atuais níveis, bastante elevados, já que menos projetos de extração estão agendados para entrar em operação, disse o presidente-executivo da empresa nesta quinta-feira.

O preço de referência do minério com teor de 62 por cento de ferro atingiu a máxima de 15 meses em janeiro, perto de 160 dólares por tonelada, quase o dobro dos preços registrados em setembro.

"Eu espero que os preços recuem um pouco mas ainda sejam robustos", disse o novo presidente-executivo da Rio Tinto, Sam Walsh, durante uma conferência de imprensa, depois da divulgação dos resultados anuais da companhia.

"Acho que seria muito otimista esperar que os preços permanecerão onde eles estão através do ano inteiro", acrescentou Walsh.

Uma queda nos preços do minério de ferro para mínimas de três anos, a 87 dólares por tonelada em setembro, marcaram o ponto de virada para a matéria-prima do aço, que gera a maior parte da receita de grandes mineradoras como a Rio Tinto, a Vale e a BHP Billiton.

A queda foi seguida por um movimento intenso de recomposição de estoques pelas siderúrgicas chinesas, que o elevou os preços ao maior patamar desde outubro de 2011. A oferta ainda é apertada, o que poderia manter os níveis de preço no primeiro semestre.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também