A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Produção de petróleo da Líbia cai para 150 mil bpd

Recuo leva produção a nível abaixo das estimativas oficiais da semana passada de aproximadamente 250 mil barris por dia

Trípoli - A produção de petróleo da Líbia recuou ainda mais, para cerca de 150 mil barris por dia (bpd), abaixo das estimativas oficiais da semana passada de aproximadamente 250 mil bpd, à medida que manifestações continuam a prejudicar o setor, disse uma autoridade da Corporação Nacional do Petróleo nesta quarta-feira.

As exportações de petróleo recuaram para cerca de 80 mil barris, disseram vários operadores com conhecimento sobre o assunto, com as vendas para o exterior ficando restritas às plataformas marítimas de Bouri e Al Jurf, que combinadas exportam quatro cargas por mês.

Há duas embarcações aguardando para serem carregadas no porto de Hariqa, no extremo leste da Líbia, que estão enfrentando dificuldades para encontrar petróleo por conta das paralisações dos campos de petróleo, disse a autoridade à Reuters, sob condição de anonimato.

O comitê de energia da Assembleia Geral Nacional (GNA, na sigla em inglês), em contato com funcionários seniores do petróleo, disse em um comunicado que a produção havia "atingido quase zero" por conta de uma prolongada paralisação e estava "causando enormes prejuízos para o Estado líbio, o que afetaria diretamente a subsistência da população".

"A produção foi paralisada como resultado do fechamento dos portos, e a produção ficou quase zerada", disse Naji Mukhtar, chefe do comitê de energia do GNA.

Mukhtar disse que contínuas greves estavam prejudicando a credibilidade internacional da Líbia e ameaçavam afastar clientes a longo prazo.

A maior parte dos campos petrolíferos na região leste do país, que abastece usinas termelétricas, foi fechada na pior interrupção no setor energético da Líbia desde a guerra civil do país em 2011.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também