Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Privatização da Eletrobras: 14 bancos fazem proposta para coordenar oferta

Segundo fontes, a ideia é escolher quatro coordenadores globais e mais um banco que vai focar na distribuição para o varejo

Modo escuro

Eletrobras: lei que viabiliza privatização foi publicada em julho de 2021. (Dado Galdieri/Bloomberg)

Eletrobras: lei que viabiliza privatização foi publicada em julho de 2021. (Dado Galdieri/Bloomberg)

B
Bloomberg

Publicado em 22 de outubro de 2021, 19h35.

Última atualização em 22 de outubro de 2021, 19h39.

Por Cristiane Lucchesi, da Bloomberg

A Eletrobras recebeu proposta de 14 bancos para coordenar o que pode ser uma das maiores ofertas de ações de uma empresa brasileira, de cerca de 103 bilhões de reais, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

A ideia é escolher quatro coordenadores globais e mais um banco que vai focar na distribuição para o varejo, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas, pois as conversas não são públicas. A butique de banco de investimento Laplace Finanças foi contratada como assessora da Eletrobras na transação, na qual o governo brasileiro pretende vender seu controle da empresa no mercado.

O plano é fazer uma primeira oferta de 23 bilhões de reais em novas ações com direito a voto a ser emitidas pela companhia em um aumento de capital provavelmente no início do ano que vem, segundo o BNDES. O governo não compraria ações e teria sua participação diluída.

Ofertas subsequentes seriam realizadas de ações já detidas pelo governo até que a sua fatia caísse para 45%, o que poderá acrescentar um volume de mais 80 bilhões de reais à transação. Hoje o governo, incluindo o BNDES, tem uma fatia de 61% na empresa.

No modelo desenhado, o governo ficaria com uma “golden share”, o que lhe daria direito de veto. A operação ainda precisa ser aprovada pelo Tribunal de Contas da União, ou TCU.

A Eletrobras não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. A Laplace não quis comentar.

A transação foi aprovada nesta semana no Conselho do Programa de Parcerias de Investimento e segue em frente, apesar da crise política que pegou fogo, disseram as pessoas. O governo vai escolher um bom momento de mercado para vender, segundo as pessoas.

Fique por dentro das principais notícias do Brasil e do mundo. Assine a EXAME

Últimas Notícias

ver mais
Debate sobre uma mudança na meta de inflação é uma "não discussão", diz Tebet
Economia

Debate sobre uma mudança na meta de inflação é uma "não discussão", diz Tebet

Há 7 horas
Lula propõe a criação de moeda comum na América do Sul para importação e exportação
Economia

Lula propõe a criação de moeda comum na América do Sul para importação e exportação

Há 7 horas
Galípolo diz que programa para carros é de curto prazo e emergencial
Economia

Galípolo diz que programa para carros é de curto prazo e emergencial

Há 9 horas
Mais de 1,3 milhão de empresas foram abertas de janeiro a abril
Economia

Mais de 1,3 milhão de empresas foram abertas de janeiro a abril

Há 10 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais