Economia

Por que o Citi acha que o PIB cresce 1,4% em 2012?

“A recuperação econômica nos últimos meses está sendo modesta considerando todo o estímulo econômico dado até agora”, diz relatório


	Homem estica moedas de um real: baixo crescimento e expectativa de recuperação mais gradual estão entre os motivos
 (Você S.A.)

Homem estica moedas de um real: baixo crescimento e expectativa de recuperação mais gradual estão entre os motivos (Você S.A.)

DR

Da Redação

Publicado em 17 de agosto de 2012 às 15h03.

São Paulo – O Citi rebaixou novamente sua expectativa de crescimento do PIB brasileiro em 2012. O banco acredita que a economia irá crescer 1,4% no país –inferior ao 1,5% previsto pelo Credit Suisse em junho e considerado uma “piada” pelo Ministro da Fazenda, Guido Mantega, na época. 

Em relatório, o Citi reduziu sua projeção de crescimento para 2012 de 1,8% para 1,4% e a projeção de 2013 de 4,5% para 3,9%. No relatório “Global Economic Outlook and Strategy” a previsão do banco para o crescimento da economia brasileira em 2012 já havia sido reduzida de 2,5%, para 1,8%.

A revisão reflete principalmente o baixo crescimento observado nos últimos meses e a expectativa de uma recuperação mais gradual no segundo semestre e em 2013, segundo o Citi. “A recuperação econômica nos últimos meses está sendo modesta considerando todo o estímulo econômico dado até agora”, afirma o relatório. O Citi acredita que isso deve-se ao baixo crescimento da economia mundial e à menor oferta de crédito, entre outros fatores.

Considerando isso, o banco revisou sua projeção de crescimento no terceiro e quarto trimestres desse ano de 1,5% para 1,0%, o que levou a uma redução da projeção de crescimento para 2012 para 1,4%. O Citi destacou que a redução das projeções para o segundo semestre de 2012 diminui o chamado “carregamento estatístico” para 2013.

O Banco Central divulgou hoje o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que é considerado uma prévia do PIB. O indicador subiu 0,75% em junho na comparação com maio, segundo dados dessazonalizados. Trata-se da maior variação mensal desde março de 2011, quando a expansão ficou em 1,47%. No primeiro trimestre de 2012, o PIB cresceu 0,2%.

O último boletim Focus divulgado pelo BC indicava que o mercado espera um crescimento de 1,81% no PIB em 2012.

Emprego

A criação de 142 mil vagas em julho também foi citada pelo Citi em seu relatório. Para o banco, a criação elevada de vagas indica que o ritmo de crescimento em julho não deve ter piorado em relação aos meses anteriores. Além disso, o Citi acredita que essa criação elevada de vagas deve manter o crescimento da renda e do consumo nos próximos meses.

O banco afirmou que o crescimento de 1,5% das vendas no varejo em junho está bem acima da projeção do banco e do consenso do mercado.

Acompanhe tudo sobre:Citi CorretoraCitigroupeconomia-brasileiraEmpresasEmpresas americanasIndicadores econômicosPIB

Mais de Economia

Governo sobe previsão de déficit de 2024 para R$ 28,8 bi, com gastos de INSS e BPC acima do previsto

Lula afirma ter interesse em conversar com China sobre projeto Novas Rotas da Seda

Lula diz que ainda vai decidir nome de sucessor de Campos Neto para o BC

Banco Central aprimora regras de segurança do Pix; veja o que muda

Mais na Exame