Índice PMI da China atinge máxima de 13 meses em abril

Alta sinaliza que a economia pode estar se recuperando de uma queda no primeiro trimestre, mas pequenas fábricas ainda estão em dificuldade

Pequim - O Índice de Gerentes de Compra (PMI) da China atingiu em abril a máxima de 13 meses, sinalizando que a economia pode estar se recuperando de uma queda no primeiro trimestre, mas pequenas fábricas ainda estão em dificuldade.

A alta do PMI para 53,3, ante 53,1 em março, indica uma expansão das indústrias, embora um pouco abaixo das expectativas de mercado, de 53,6.

Leituras acima de 50 sinalizam expansão e abaixo deste patamar mostram contração da economia.

O sub-índice de produção industrial subiu para 57,2 em abril ante 55,2 em março. No entanto, o Escritório Nacional de Estatísticas observou que muitas indústrias importantes permaneceram fracas, com leituras de índice abaixo de 50, entre elas a de produtos químicos, equipamentos, automóveis e de refino de petróleo.

A melhora da indústria provavelmente reflete a reposição de estoques depois de um inverno lento, disse Ting Lu, economista do Bank of America/Merrill Lynch.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.