IBGE incluirá Vitória e Campo Grande no cálculo do IPCA

A mudança aumentará de 11 para 13 o número de capitais cobertas pela pesquisa

Rio de Janeiro- A região metropolitana de Vitória (ES) e o município de Campo Grande (MS) serão incluídos em janeiro no cálculo do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A mudança aumentará de 11 para 13 o número de capitais cobertas pela pesquisa.

"A meta é que se cubra todas as unidades da Federação, para não deixar populações de fora", disse a coordenadora de Preços do instituto, Eulina Nunes. Não há prazo estabelecido para que essa ampliação ocorra.

As duas novas capitais terão peso pequeno no cálculo total e não farão parte do IPCA-15, divulgado na metade do mês com dados que abarcam também 15 dias do mês anterior.

A grande Vitória deve responder por 1,78% do índice, e Campo Grande, por 1,51%.

A mudança reduz as contribuições de cada região metropolitana, mas não altera a ordem das mais pesadas no índice. São Paulo contribuirá com 30,67% do IPCA; Rio de Janeiro, com 12,06%; e, Brasília, com 2,80%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.