Governo catalão diz que deverá cortar 4 bi de euros em 2013

O anúncio foi feito nesta terça-feira por Francesc Homs, porta-voz do governo interino, em entrevista coletiva

Barcelona - O governo interino da Catalunha estima que o ajuste nas despesas que deverá fazer no orçamento de 2013 é de cerca de 4 bilhões de euros, o equivalente à soma dos cortes dos anos de 2011 e 2012.

O anúncio foi feito nesta terça-feira por Francesc Homs, porta-voz do governo interino, em entrevista coletiva.

"Na própria leitura do orçamento geral do Estado, a situação é de que, no mínimo, teremos que assumir a soma de cortes de 2011 e de 2012", afirmou Homs.

O porta-voz do Executivo catalão acrescentou que a única verba que crescerá no orçamento é a de despesa financeira, que será de 2,3 bilhões de euros.

O partido que governa a Catalunha, o nacionalista Convergência e União (CiU), liderado pelo presidente regional Artur Mas, ganhou as eleições antecipadas do último domingo, mas perdeu 12 cadeiras no parlamento, e agora precisa de apoios para continuar no poder.

Artur Mas, que tinha uma folgada maioria de 62 deputados em um parlamento de 135 cadeiras, ficou após o pleito com 50 parlamentares. Ele adiantou em dois anos as eleições para iniciar um processo que visa a convocação de um referendo sobre o futuro status da Catalunha com relação à Espanha.

A grande beneficiada no pleito foi a ERC, um partido de esquerda, republicano e independentista, que passou de 10 cadeiras a 21.

Mas o líder da legenda, Oriol Junqueras, já antecipou que, entre suas condições para apoiar Artur Mas, estão não só "uma agenda nacional clara e explícita (em referência à realização de um referendo sobre a independência), como "uma mudança econômica", centrada em "um reequilíbrio da pressão fiscal" para centrá-la nos que têm "mais recursos", e menos cortes sociais.

O Governo do CiU fez drásticos cortes em áreas sociais para reduzir o déficit, o que causou mal-estar e mobilizações nos meses anteriores ao pleito. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.