Dilma espera iniciar trocas comerciais do Mercosul e UE

“Um futuro acordo contribuirá para a realizacão do potencial ainda inexplorado do intercâmbio de nossos produtos e serviços", afirmou Dilma

São Paulo – A presidente Dilma Rousseff disse hoje (13), na capital paulista, que espera iniciar em janeiro as trocas de ofertas comerciais fruto da parceria entre o Mercado Comum do Sul (Mercosul) e a União Europeia.

“Um futuro acordo contribuirá para a realizacão do potencial ainda inexplorado do intercâmbio de nossos produtos e serviços. O Brasil e o Mercosul já estão prontos para fazer a oferta comercial”, declarou ao participar do Encontro Econômico Franco-brasileiro, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Outro passo considerado importante pela presidente para fazer avançar o comércio com o país europeu é a continuidade das negociações no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC).

“Na conferência ministerial de Bali realizamos progressos expressivos, sobretudo no que se refere ao acordo sobre facilitação de comércio e a declaração de sobre eliminação de subsídios agrícolas”, avaliou.

Ela aposta que essas negociações vão fortalecer a sistema multilateral de comércio e resultar maior acesso dos produtos dos países aos respectivos mercados.

O presidente da França François Hollande comentou a competividade entre os mercados brasileiros e francês.

“A agricultura brasileira é forte e a francesa também. Às vezes temos as mesmas produções e isso pode criar alguns probleminhas”, declarou. Ele citou, por exemplo, o caso do frango. “É preciso aceitar a concorrência. É preciso que ela seja leal e não deve haver ajuda que desvie a competição”, declarou.

Dilma considerou positiva ainda as oportunidades geradas a partir da integração de fronteira entre o estado do Amapá e a Guiana Francesa.

“A conclusão das obras da ponte sobre o rio Oiapoque e o avanço nos acordo de cooperação de fronteira abrem novo campo para as relações políticas, sociais e também comerciais entre a França e o Brasil”, declarou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.