A página inicial está de cara nova Experimentar close button

China retalia novas tarifas impostas pelos Estados Unidos

Pequim revidou imediatamente às barreiras colocadas neste domingo, implementando sobretaxas de até 10% sobre mais de 1.700 produtos

O governo de Donald Trump colocou em vigor tarifas adicionais de cerca de 15% sobre importações chinesas no valor de 110 bilhões de dólares. Pequim revidou imediatamente, implementando tarifas de até 10% sobre mais de 1.700 produtos norte-americanos, entre eles petróleo bruto e soja.

As taxas aos artigos impostas pelos EUA atingem mais de 3.200 itens, entre eles televisores LCD, relógios e móveis. Com a mudança, quase 70% dos produtos importados da China são agora tributados pelos Estados Unidos.

Os dois países afirmam estar preparados para continuar a escalada na disputa comercial, com a imposição de novas tarifas até mesmo em dezembro.

O governo do presidente Donald Trump adotou uma política de tentar garantir concessões de Pequim por meio da imposição de tarifas.

Os chineses têm mostrado que não vão retroceder em questões que consideram importantes e têm respondido com a mesma tática dos americanos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também