Brasil e China terão fundo de US$20 bi para financiamentos

Os países anunciaram a decisão de criar fundo de cooperação com a previsão de US$ 20 bilhões para financiamento de projetos nas áreas de logística e indústria

Brasília - Brasil e China anunciaram nesta sexta-feira a decisão de criar um fundo de Cooperação para a Expansão da Capacidade Produtiva, com previsão de 20 bilhões de dólares para o financiamento de projetos, principalmente das áreas de logística e indústria.

Segundo ata da 4ª reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação, realizada nesta sexta, a China se dispôs a fazer um aporte de 15 bilhões de dólares ao fundo, enquanto a parte brasileira se comprometeu com 5 bilhões de dólares.

Quando veio ao Brasil em maio, o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, e a presidente Dilma Rousseff, anunciaram a criação de um fundo de 50 bilhões de dólares destinados à infraestrutura no Brasil, pela Caixa Econômica Federal e o Banco Industrial e Comercial da China (ICBC, na sigla em inglês).

Na ocasião, também mencionou o fundo de cooperação anunciado nesta sexta. Segundo o subsecretário-geral político do Ministério das Relações Exteriores, embaixador José Alfredo Graça Lima, a ideia é que o fundo “passe a vigorar no mais curto prazo possível”.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também