Casual
Acompanhe:

Wandinha: conheça o castelo que serviu de locação para série da Netflix

A locação do obscuro internato, que também abriga lobisomens e sereias, fica na Romênia

Cena da série da Netflix "Wandinha" (Netflix/Divulgação)

Cena da série da Netflix "Wandinha" (Netflix/Divulgação)

J
Julia Storch

Publicado em 6 de dezembro de 2022, 13h04.

Última atualização em 6 de dezembro de 2022, 13h32.

A geração Z ganhou uma nova Wandinha Addams algumas décadas após o sucesso de Cristina Ricci interpretando a filha sombria em A Família Addams. Recém-estreada na Netflix, a série Wandinha acompanha a trajetória da jovem como aluna da Escola Nunca Mais.

Interpretada por Jenna Ortega, Wandinha tenta dominar suas habilidades psíquicas, acabar com uma monstruosa onda de assassinatos que aterroriza a cidade e resolver o mistério sobrenatural que envolveu seus pais 25 anos antes.

A locação do obscuro internato, que também abriga lobisomens e sereias, fica na Romênia.

Parte da fachada da escola com estilo gótico pertence ao Castelo Cantacuzino, localizado na cidade montanhosa romena de Busteni. O palácio neo-romeno nas montanhas dos Cárpatos foi construído em 1911 e serviu de casa de veraneio do político Gheorghe Grigore Cantacuzino.

A mansão de 3.148 metros quadrados foi projetada pelo arquiteto Grigore Cerchez e levou quase dez anos para ser finalizada. O castelo de pedra esculpida conta com quatro pavilhões e varandas possui influências bizantinas, otomanas e renascentistas.

Jenna Ortega como Wandinha Addams, Luis Guzmán como Gomez Addams (Netflix/Divulgação)

Porém, efeitos especiais complementam o design do castelo, como o telhado, que foi criado para se adequar com a estética da série.

O interior conta com vitrais de Murano, lareiras de calcário branco com folha de ouro e mosaicos italianos. Uma das peças mais marcantes está no salão de baile, um lustre que é uma réplica da peça pendurada na Basílica de Santa Sofia em Istambul.

Maquete da Escola Nunca Mais, inspirada em um castelo na Romênia (Vlad Cioplea/Netflix/Divulgação)

Porém, a mansão teve diferentes usos ao longo dos anos. Após a Segunda Guerra Mundial, o castelo foi nacionalizado e todos os seus móveis originais, arte e até luminárias foram saqueados. O local também serviu como hospital até que o castelo foi devolvido à bisneta de Cantacuzino, Ioana Cantacuzino.

Já em 2008, um alemão comprou a casa a fim de transformá-la em um resort de golfe. Mas, sem a aprovação do governo, o local foi restaurado, e em 2015, foi inaugurada a Galeria de Arte do Castelo de Cantacuzino, com obras de Salvador Dalí, Pablo Picasso, Vincent Van Gogh e Henri Matisse.

Além de conhecer a casa na série, é possível visitá-la. Por lá, há jantares no restaurante Canta Cuisine, atividades como tirolesa, arco e flecha e caminhadas em seu parque de aventuras.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.