Acompanhe:

Slow living no Ceará: conheça o Makena Hotel

O hotel butique em Icaraí de Amontada conta com suítes amplas com jardins privativos e restaurante com ingredientes sazonais no rooftop com piscina

Modo escuro

Continua após a publicidade
Suíte com piscina privativa do Makena Hotel: opção de café da manhã (Felipe Petrokski/Divulgação)

Suíte com piscina privativa do Makena Hotel: opção de café da manhã (Felipe Petrokski/Divulgação)

I
Ivan Padilla, de Icaraí de Amontada

Publicado em 20 de dezembro de 2022 às, 12h22.

Última atualização em 20 de dezembro de 2022 às, 13h20.

Toda noite, antes de dormir, os hóspedes do Makena Hotel, em Icaraí de Amontada, no Ceará, podem participar do ritual do sono. No quarto são servidos chás de ervas, com variação diária. O hóspede também pode escolher um floral para ser adicionado ao chá, além de óleos essenciais (relaxante, descongestionante, bons sonhos e antiestresse).

O mimo oferecido aos hóspedes pode parecer um detalhe, mas diz muito sobre a proposta deste hotel butique, uma ótima opção para as férias de verão. Trata-se de um destino de “slow living”, uma prática que busca criar um estilo de viver com mais equilíbrio e uma forma de consumo mais sustentável.

Na prática, no caso do Makena, trata-se de aproveitar com calma cada momento de lazer, do café da manhã que pode ser servido na piscina privativa às atividades diárias como práticas de esporte na praia, terminando com um mergulho na piscina e um jantar no aprazível restaurante do rooftop.

A praia mais cool do Ceará

Antes de entrar nos detalhes do hotel vale uma explicação sobre a localização. A 190 quilômetros do Ceará, Icaraí de Amontada, ou Icaraizinho para os íntimos, apresenta a paisagem típica das praias cearenses: águas em tom verde-claro, torres de energia eólica, pranchas de kitesurfe no céu e dunas em movimento.

Sim, venta muito por lá, o que ajuda a amenizar a temperatura média de 30 graus durante o verão. Icaraizinho fica na chamada Rota do Sol Poente. Amontada, nome do município, é um tranquilo vilarejo de pescadores, com ruas de terra ou paralelepípedo, pequenas lojas de comércio local e bons restaurantes.

O ideal em Icaraizinho é se locomover em um 4x4 alugado ou alugar um serviço de bugue com a ajuda do hotel. Há muita coisa para ver por lá. Do lado leste ficam os Lençóis Cearenses, uma extensão dos Lençóis Maranhenses, com lindas piscinas naturais, principalmente após as chuvas que vão de março a maio. O pôr do sol das dunas é deslumbrante.

Hotel em estilo minimalista

Restaurante Nui do Makena Hotel

Restaurante Nui do Makena Hotel: ingredientes sazonais (Felipe Petrovski)

O Makena Hotel combina o charme rústico da pequena vila onde está localizado com um ambiente de alto padrão de hotelaria contemporânea internacional. São apenas 13 suítes, de traços minimalistas e materiais naturais, que combinam concreto aparente, boa iluminação e madeiras locais.

O projeto é do arquiteto Marcelo Franco. A proposta é valorizar espaços amplos, muita vegetação, o brilho do sol e as tradições da comunidade local. As suítes são divididas em quatro categorias, contam com jardins e, em algumas unidades, adegas e piscinas privativas.

Com sol, dunas e muito vento, praia do Ceará é o destino da vez

Moda verão: conheça as marcas e tendências da estação mais quente do ano

A decoração é assinada por Milena Holanda e mistura peças de designers brasileiros com objetos de artesanato local, de mobiliário a chapéus decorativos. Dá vontade de levar tudo para casa. Para quem precisa praticar um nomadismo digital, a boa notícia é que o sinal do wi-fi é excelente.

Vale um destaque também para as iniciativas ambientalmente responsáveis do hotel. A energia usada nas dependências é 100% de fonte solar e a água recebe tratamento próprio. Até os uniformes dos colaboradores foram desenvolvidos por uma marca local com tecido proveniente da reciclagem de garrafas PET.

Nos pontos de alimentação a preferência é por recipientes de vidro e canudos biodegradáveis, enquanto as amenidades L’Occitane estão dispostas em eco-pups, e não nos pequenos (e abundantes) frascos plásticos como ainda é praxe em algumas cadeias hoteleiras.

Um dia no Makena Hotel

Depois de uma boa noite de sono embalada pelos chás e óleos essenciais do ritual noturno, um dia no Makena começa com o café da manhã reforçado, com sucos e frutas locais e pratos como o caprichado ovos Benedict, que pode ser servido em uma bandeja em forma barco dento da piscina privativa da suíte.

O hotel facilita práticas diversas de esportes na praia. Pode-se usar as fat bike, com pneus grossos, disponíveis por lá. Aulas de yoga ou meditação ou treinos funcionais na praia também estão entre as opções de lazer. E, claro, o kite surfe. A não ser que você já seja um praticante, tire alguns dias para treinar e começar a deslizar sobre as águas ao sabor do vento. Não é fácil aprender.

Para quem quer mais sossego pode-se fazer passeios com agendamento do hotel ou simplesmente aproveitar um dia de praia, nas cadeiras reclináveis e debaixo do guarda-sol.

O Makena conta ainda com um beach club à beira-mar. A 700 metros do hotel, o hóspede encontra por lá uma outra proposta inovadora para curtir a praia de Icaraizinho, com música, bons drinques e gastronomia fresca com toques regionais.

Para quem vai em grupos maiores uma opção é alugar o Makena Beach House. Equipado com dentro dos padrões do hotel, a casa de praia tem quatro suítes, dois quartos, piscina, estacionamento privativo e serviços exclusivos de cozinha, apoio de bar, governança e segurança noturno.

Para encerrar a jornada

Piscina no rooftop do Makena Hotel

(Felipe Petrovski)

O sol vai se pondo e é uma boa hora para aproveitar a piscina de água temperada do rooftop do hotel, de preferência com um drinque autoral do bar ou algum clássico como um Aperol spritz ou um caju amigo.

Por lá fica também o Nui, restaurante com menus criados pela chef Jeanine Gurgel de acordo com a sazonalidade dos alimentos. A prioridade são os ingredientes frescos fornecidos por fornecedores e pescadores locais, o que garante, além do frescor das receitas, estímulo para os produtores da região.

Pode-se optar por pedir um jantar à luz de velas no quarto ou na praia. Os pratos mais pedidos são a paella de frutos do mar preparada no lounge do restaurante e o chamado “churrasco do mar”, com peixes e legumes grelhados.  A carta de vinhos não decepciona.

No fim do jantar você está pronto para mais uma restauradora noite de sono para começar tudo novamente no dia seguinte. Só não esqueça de pedir o ritual do chá.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.

Últimas Notícias

Ver mais
TJ derruba lei que dava prioridade na fila da balsa a carros de Ilhabela e São Sebastião
Brasil

TJ derruba lei que dava prioridade na fila da balsa a carros de Ilhabela e São Sebastião

Há 3 dias

PF prende três homens por suspeita de ajudar os dois fugitivos do presídio federal de Mossoró
Brasil

PF prende três homens por suspeita de ajudar os dois fugitivos do presídio federal de Mossoró

Há uma semana

Ipanema, no Rio de Janeiro, é eleita 2ª melhor praia do mundo; veja ranking
Casual

Ipanema, no Rio de Janeiro, é eleita 2ª melhor praia do mundo; veja ranking

Há uma semana

Férias: o que é, como funciona e como calcular
seloCarreira

Férias: o que é, como funciona e como calcular

Há 2 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais