• AALR3 R$ 19,68 -0.35
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,48 -0.36
  • ABEV3 R$ 14,74 1.38
  • AERI3 R$ 4,07 8.53
  • AESB3 R$ 10,82 1.69
  • AGRO3 R$ 31,42 -2.00
  • ALPA4 R$ 22,06 1.19
  • ALSO3 R$ 19,65 -0.20
  • ALUP11 R$ 26,25 0.00
  • AMAR3 R$ 2,28 2.24
  • AMBP3 R$ 29,46 -0.97
  • AMER3 R$ 23,67 2.69
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,17 -0.39
  • ASAI3 R$ 15,42 -0.39
  • AZUL4 R$ 21,20 2.51
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,68 -0.35
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,48 -0.36
  • ABEV3 R$ 14,74 1.38
  • AERI3 R$ 4,07 8.53
  • AESB3 R$ 10,82 1.69
  • AGRO3 R$ 31,42 -2.00
  • ALPA4 R$ 22,06 1.19
  • ALSO3 R$ 19,65 -0.20
  • ALUP11 R$ 26,25 0.00
  • AMAR3 R$ 2,28 2.24
  • AMBP3 R$ 29,46 -0.97
  • AMER3 R$ 23,67 2.69
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,17 -0.39
  • ASAI3 R$ 15,42 -0.39
  • AZUL4 R$ 21,20 2.51
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

"Janeiro seco": o desafio de 31 dias sem consumir bebidas alcoólicas

No Reino Unido e nos Estados Unidos, janeiro é marcado pelo movimento “Dry January”, em que é incentivado o não consumo de álcool durante todo o mês, em prol de uma melhoria no bem-estar
 (Getty Images/Peter Cade)
(Getty Images/Peter Cade)
Por Julia StorchPublicado em 04/01/2022 15:12 | Última atualização em 04/01/2022 15:38Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Para muitas pessoas o início de um novo ano é marcado por metas e planos. Praticar mais exercícios e ter uma dieta mais saudável são algumas das preocupações com a saúde que chegam com o ano novo. No Reino Unido e nos Estados Unidos, janeiro é marcado pelo movimento “Dry January”, em que é incentivado o não consumo de bebidas alcoólicas durante todo o mês, em prol de uma melhoria no bem-estar.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, o aumento do consumo de bebidas alcóolicas aumentou em todo o mundo. Nos Estados Unidos, segundo a pesquisa publicada pelo International Journal of Environmental Research and Public Health, durante 30 dias, os 832 participantes relataram beber álcool em 12,2 dias e consumir quase 27 bebidas alcoólicas durante o período.

No mundo, segundo relatório da OMS de 2018, 55,5% da população maior de 15 anos já consumiu algum tipo de bebida alcóolica, no Brasil, este valor representa 78,6%. Além disso, 40,3% da mostra declarou consumir álcool no período.

Lançado em 2013, o desafio "Dry January" aconteceu oficialmente dois anos após a iniciativa da britânica Emily Robinson de inscrever para sua primeira meia maratona. A corrida aconteceria em fevereiro, e para facilitar o treinamento, ela decidiu desistir das bebidas alcoólicas em janeiro. Os efeitos foram positivos, Robinson perdeu peso, dormiu melhor e sentiu maior energia para correr.

Em 2012, Emily decidiu cortar o consumo de álcool novamente em janeiro e começou a trabalhar na organização Alcohol Change UK. Em 2013 o projeto “Dry January” foi lançado oficialmente com 4.000 participantes. Em 2021, mais de 130.000 pessoas se inscreveram para iniciativa.

Ainda que o consumo de bebidas alcoólicas tenha aumentado ao longo dos últimos dois anos, o projeto “Dry January” tem efeitos no longo prazo.

Segundo uma pesquisa encomendada pelo instituto britânico, após o término da campanha, sete entre dez pessoas diminuíram o consumo de bebidas alcoólicas, e “quase um quarto das pessoas que bebiam em níveis ‘prejudiciais’ antes da campanha está agora na categoria de baixo risco”.

Após o consumo, o álcool pode ficar por até 72 horas na corrente sanguínea. “Não é de um dia para o outro que o organismo fica limpo”, comenta Luanna Caramalac Munaro, nutricionista funcional integrativa.

Segundo Munaro, o corte no consumo de bebidas alcoólicas traz benefícios como a melhora na função hepática, na microbiota intestinal, com reparação do intestino, e na disposição física e mental, com uma melhora na qualidade do sono e na imunidade.

“Por ser uma substância inflamatória, a interrupção do consumo também é notada na estética, com a melhora da celulite, a diminuição da retenção hídrica, perda de gordura e uma pele mais saudável”, explica.

Para dar uma força aos que planejam ficar 31 sóbrios, o governo britânico lançou o aplicativo Try Dry, que auxilia no monitoramento do consumo de álcool, a definir metas pessoais, além de oferecer informações, como calorias e dinheiro economizado por não beber.

Trocas por drinques não alcoólicos são uma recomendação de Munaro, que listou três receitas. Confira.

Moscow Mule sem álcool

Moscow Mule sem álcool (Yulia-Images/Getty Images)

Ingredientes:
Suco de limão taiti
Suco de maracujá
Ginger Ale
Espuma cítrica de gengibre

Modo de preparo:
Em uma coqueteleira com gelo, coloque os ingredientes líquidos e bata. Coe a mistura em uma caneca de cobre. Finalize com a espuma de gengibre.

Refresh Drink

Ingredientes:
50 ml de suco da fruta
Água gaseificada
Gelo
Folhas de hortelã

Modo de preparo:
Escolha um copo alto. Coloque a dose do suco e o gelo. Complete com a água gaseificada e misture bem.

Antiox Drink

Ingredientes:
50 ml de suco de morango
25 ml de creme de leite fresco
Gelo

Modo de preparo:
Bata todos os ingredientes em uma coqueteleira e sirva em um copo no estilo long drink. Vale decorar com um morango na borda.

Veja Também

5 acessórios essenciais para iniciantes em vinhos
Casual
Há 4 dias • 3 min de leitura

5 acessórios essenciais para iniciantes em vinhos

Como adotar práticas de bem-estar no modo home office
Um conteúdo Bússola
Há 2 semanas • 4 min de leitura

Como adotar práticas de bem-estar no modo home office

Guinness lança cerveja feita com café gelado
Casual
Há 2 semanas • 2 min de leitura

Guinness lança cerveja feita com café gelado