Casual

BYD investirá 100 bilhões de yuans em pesquisa de direção inteligente, diz presidente da companhia

Em 2023, a BYD continuou a aumentar seu investimento em pesquisa e desenvolvimento (P&D), com despesas atingindo 39,575 bilhões de yuans

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 10 de junho de 2024 às 10h09.

Recentemente, a BYD realizou a Assembleia Geral Anual, na China, com a participação de mais de 100 acionistas. Wang Chuanfu, presidente da BYD, afirmou na reunião que a criação real de uma marca premium depende da capacidade do produto, que, por sua vez, depende da inovação tecnológica. “Na BYD, a tecnologia é a rainha e a inovação é a base, e o núcleo são os pesquisadores e desenvolvedores”, afirmou o executivo.

Em 2023, a BYD continuou a aumentar seu investimento em pesquisa e desenvolvimento (P&D), com despesas atingindo 39,575 bilhões de yuans, um crescimento de 112,15% em relação ao ano anterior. No mesmo período, o número de pesquisadores e desenvolvedores da BYD excedeu 100 mil, quase 50% a mais em relação ao ano anterior.

Em termos de inteligência e inovação tecnológica, Wang Chuanfu disse que atualmente a equipe de engenheiros da BYD na área de direção inteligente já está próxima de 5 mil pessoas, e no futuro a empresa investirá 100 bilhões de yuans em P&D de tecnologias de direção e condução inteligente, incluindo Inteligência Artificial generativa e grandes modelos.

Além disso, este ano, o mapa de “exportação” da BYD está recebendo cada vez mais atenção. Wang Chuanfu acredita que as empresas chinesas estão na terceira onda de “exportação”, o que deve promover a saída da tecnologia e aumentar os preços no exterior com tecnologias essenciais, vendendo produtos automotivos mais avançados e de maior valor agregado.

Segundo o planejamento, no futuro, os gastos de capital da BYD ainda manterão um crescimento de dois dígitos. A empresa irá investir principalmente na construção do mercado externo local, a fim de aproveitar o excelente período da substituição de veículos a combustão por veículos elétricos, alcançando um rápido desenvolvimento.

Atualmente, a BYD já obteve resultados preliminares na América do Sul, Europa, Sudeste Asiático, Oriente Médio e outras regiões. No entanto, a construção de instalações de carregamento, a melhoria das políticas e a propaganda do mercado de carros verdes em várias regiões no exterior ainda precisam ser desenvolvidas. No futuro, a BYD acelerará a promoção na construção da cadeia industrial localizada e na reserva de capacidade de produção.

Fonte: yicai.com

Acompanhe tudo sobre:BYDChina

Mais de Casual

Antonio Forjaz, da Sportingbet, mostra a rotina multiesportiva de um executivo

O Brasil é apaixonado por picapes, e o CEO da Ford América do Sul sabe o motivo

A melhor mesa de restaurante do Rio de Janeiro fica no Copacabana Palace

Por que Santa Catarina concentra metade da produção de barcos de lazer do país?

Mais na Exame