A Air France terá a maior cabine de primeira classe do mercado; saiba como será

O espaço terá configuração para assento, sofá e cama e estará disponível em um número maior de aeronaves do que o atual

Cabine da primeira classe da Air France: nova versão será apresentada em 2024 (Air France/Divulgação)
Cabine da primeira classe da Air France: nova versão será apresentada em 2024 (Air France/Divulgação)
Ivan Padilla
Ivan Padilla

Editor de Casual e Especiais

Publicado em 13 de dezembro de 2023 às 13h26.

Última atualização em 13 de dezembro de 2023 às 14h03.

As referências em bons serviços na aviação costumam ser das companhias asiáticas, como a Etihad e a Singapore Airlines. Mas é a empresa aérea da França, berço do luxo, que terá a partir do ano que vem a maior cabine de primeira classe do mercado.

A Air France apresentará a nova cabine La Première, atualmente em fase de design, em meados de 2024. A futura cabine será a maior atualmente do mercado e oferecerá até três configurações diferentes, que podem ser completamente privatizadas para uma jornada ainda mais excepcional: um assento, um sofá e uma cama.

A nova cabine estará disponível em um número maior de aeronaves do que o atual. A novidade foi apresentada na terça-feira a um grupo de jornalistas por Manuel Flahault, diretor-geral do grupo Air France – KLM na América do Sul, e Sylvain Mathias, diretor comercial na América do Sul

Gastronomia Michelin e vinhos selecionados

As suítes da La Première da Air France foram inauguradas em 2014 e estão atualmente disponíveis em aeronaves Boeing 777-300 selecionadas, que servem a destinos-chave da companhia na América do Norte, América do Sul (sendo São Paulo o único destino na região), África, Ásia e Oriente Médio.

São 19 aviões no total, com quatro assentos cada um, e voando para 11 destinos, em sete países (Brasil, Estados Unidos, México, Nigéria, Japão, Singapura e Emirados Árabes Unidos).

Em maio de 2022 a Air France voltou a oferecer o serviço de primeira classe no Brasil, em voos diários entre Paris e São Paulo. Ao longo deste ano, 17 chefs que promovem a excelência francesa se revezaram para criar os pratos servidos.

Desde novembro quem assina o menu da primeira classe na Air France é Emmanuel Renaut a desde novembro, adepto da culinária savoyard e detentor de três estrelas Michelin. Renault criou um total de oito pratos, como confit de frango caipira com cogumelos e um mil-folhas de legumes.

Para seus vinhos e destilados, a Air France trabalha com Paolo Basso, eleito o melhor sommelier da Europa em 2010 e melhor sommelier do mundo em 2013, e Bettane & Desseauve, autores do tradicional guia de vinhos franceses.

Conheça os benefícios da primeira classe

Entre os benefícios para quem viaja na La Première estão:

- O passageiro tem a opção de privatização completa da cabine da La Première;

- Em Paris, o cliente tem direito a um carro que o busca em seu endereço e o leva para o aeroporto Charles de Gaulle (CDG);

- Em CDG, há um lounge exclusivo com área de check-in e controle de passaporte, e um menu assinado pelo chef Alain Ducasse, com três estrelas Michelin;

- Um carro está à disposição para transportar o passageiro do lounge até a porta da aeronave, com recepção personalizada da tripulação;

- A bordo, um comissário é designado para acompanhar o passageiro durante toda a viagem.

Os bons resultados da Air France em 2023

Na apresentação aos jornalistas, os executivos Flahault e Mathias falaram dos bons resultados da Air France em 2023, até o mês de novembro. O grupo Air France – KLM foi o único internacional que não deixou de voar durante a pandemia. Hoje, a companhia opera 39 voos semanais do Brasil. Em 2019, eram 44.

A receita do grupo ficou 32% acima do período pré-pandêmico. O número de passageiros transportados foi 14% acima em relação a 2022. A ocupação ficou em 91,4% no caso da Air France e 91,3% na KLM.

O acordo com a Gol foi prorrogado pelos próximos dez anos, com exclusividade em rotas entre a Europa e o Brasil. Mais de 2 milhões de passageiros se beneficiaram da parceria desde seu início, em 2014. Hoje, a operação conjunta oferece conexão com 80 destinos europeus e 45 no Brasil, disse Mathias.

Acompanhe tudo sobre:LuxoAviaçãoAir France-KLM

Mais de Casual

Conheça a tendência do design italiano e aposta da Dolce & Gabbana

Os quatro segredos de viagem dos super ricos

'A Sociedade da neve' ganha seis categorias no Prêmio Platino

Hotel das Cataratas abre novo restaurante com menu assinado e vista para as quedas

Mais na Exame