9 obras-primas para estender o Dia do Livro

Indicações de livros deliciosos para contemplar dos experientes ao mais novato dos leitores

São Paulo - Para que serve um livro? Embora essa pergunta seja, aparentemente, descabida, nos últimos tempos até há motivos para que seja feita. Afinal, o objeto livro nunca esteve tão questionado quanto agora, no mesmo passo em que a ameaça do e-book se consolida cada vez mais. Não bastasse uma tendência lenta e crescente de falta de interesse pelo objeto e seus possíveis conhecimentos.

A Unesco, a partir de 1996, instituiu 23 de abril como o Dia Mundial do Livro. Uma homenagem a Miguel de Cervantes, o escritor espanhol que eternizou sua obra no personagem de Dom Quixote. Livros como esse, e muitos outros, permanecem e sobrevivem aos tempos, ainda que sejam seus personagens e não propriamente seu texto original.

Assim, aproveitando a comemoração universal, proponho que no dia do livro, todos comecem a ler um título. E dou minha sugestão — alguns clássicos, outros nem tanto, mas que se sobressaem pela qualidade e, até, atualidade do tema que abordam. Mas, principalmente, são livros escolhidos pela linguagem acessível, pelas história interessantes e pela capacidade de emocionar o leitor, ainda que seja um iniciante.

Cem Anos de Solidão

O colombiano Gabriel Garcia Márquez ambienta a saga de uma família numa cidade fictícia do interior da Colômbia, retratando o melhor do realismo fantástico, numa mistura singular de drama, comédia e loucura.

Metamorfose

Kafka foi um dos maiores escritores da Europa e sua história, do personagem que um dia acorda transformado numa barata gigante, marcou a literatura mundial.


Crime e Castigo

Os russos foram os grandes “inventores” do romance, o estilo literário. Dostoiévki é um deles: uma prosa intensa, coloquial, com grandes personagens.

Madame Bovari

A emancipação feminina não seria a mesma se não fosse a obra de Fleubert. A história de uma mulher, devassa e infiel, na plenitude de sua essência.

O Sol também se levanta

A obra de Hemingway é poderosa e consistente. Mas esse, um de seus primeiros romances, tem o fascínio dos tempos em que Paris era uma festa, no começo do século XX.

A Leste do Eden

John Steibeck foi autor de uma obra imensa, com título politizados, românticos e até mágicos. Essa saga de uma família no oeste americano é um dos principais romances americanos.

A Guerra do Fim do Mundo

Uma das características de Mario Vargas Llossa é ser capaz de construir uma obra homogênea, marcada pela boa qualidade. Nesse livro, ele dá a sua versão, recheada de histórias e personagens, sobre a Guerra dos Canudos, ocorrida no nordeste brasileiro.

Dona Flor e Seus Dois Maridos

A obra de Jorge Amado apresenta três núcleos básicos: o ambiente das fazendas de cacau, em Ilhéus; o discurso político e as grandes personagens femininos. Dentre eles, o mais famoso é Gabriela, mas Dona Flor é o mais divertido e inventivo.

Não Diga Noite

Amoz Oz é um escritor israelense contemporâneo. Seu grande mérito é ser capaz de erigir personagens absolutamente reais, falíveis e intensos, em ambientes tão áridos como o deserto e os fronts de batalhas, sempre de maneira poética e inspirada.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também