Carreira

Três dicas para quem deseja iniciar uma carreira na área da tecnologia

A pedido de EXAME, Guilherme Junqueira, CEO da Gama Academy, deu alguns conselhos para quem quer aproveitar as oportunidades da área de TI, na qual sobram vagas e faltam profissionais. Veja, a seguir:

Mulher olhando para telas com código de programação (Stanislaw Pytel/Getty Images)

Mulher olhando para telas com código de programação (Stanislaw Pytel/Getty Images)

Não é de hoje que a área de tecnologia é conhecida por sobrar vagas e faltar profissionais capacitados. De acordo com dads da Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e de Tecnologias Digitais), o déficit de profissionais de TI deve chegar a mais de 500 mil no Brasil até 2025. 

VEJA TAMBÉM:

Já segundo o Fórum Econômico Mundial, em 2022, quase 7 milhões de novos postos de trabalho no setor tecnológico estarão disponíveis.

Na briga para atrair desenvolvedores, programadores e cientistas de dados para preencher essas posições, empresas chegam a oferecer salários de até R$ 24 mil. 

Não à toa, a carreira em tecnologia tem atraído cada vez mais profissionais, inclusive, aqueles que já estão no mercado de trabalho, como advogados e engenheiros. 

Mas, embora o setor atraia pelos altos salários e quantidade de vagas disponíveis, muitas pessoas sentem dificuldade em ingressar no mercado de tecnologia.

O dilema começa pela quantidade de áreas disponíveis no segmento que vão desde programação, ciência de dados até profissões ligadas a produtos. Fora isso, quais habilidades essenciais para um profissional da área?

Diante disso, a pedido de EXAME, Guilherme Junqueira, CEO da Gama Academy, escola de profissiões digitais, deu alguns conselhos para quem deseja iniciar a carreira na área da tecnologia. Veja, a seguir:

1. Escolha um nicho e estude:

O setor da tecnologia possui diversas áreas de atuação. Dessa forma, é importante escolher um segmento para nortear os estudos, e, por mais que transite entre outras carreiras futuramente, é essencial que permaneça adquirindo conhecimentos relacionados à área, dado que profissionais especialistas são bem visados pelas empresas.

2. Foque nas soft skills

A área da tecnologia, assim como várias outras, está sujeita a diversas situações estressantes de adversidade, e saber lidar com os problemas de forma pacífica exige uma boa inteligência emocional.

Além disso, neste setor, as habilidades puramente técnicas não são as mais importantes, o profissional deve ter competências comportamentais bem desenvolvidas como, por exemplo, flexibilidade, capacidade de aprendizagem, resiliência - que são essenciais para ter sucesso no mundo laboral. Em razão disso, esses aspectos são cada vez mais valorizados pelos empregadores.

3. Domínio de língua estrangeira

Aprender o inglês é fundamental para a área de tecnologia, uma vez que a maioria das informações como códigos e infraestruturas de programação encontram-se disponíveis neste idioma. Além disso, o domínio do inglês aumenta as possibilidades do candidato de conseguir um cargo em empresas internacionais. Entretanto, também é interessante o investimento no aprendizado de outras línguas, principalmente quando seu local de origem vem se destacando no segmento tecnológico, como a China, por exemplo.

Inscreva-se e receba por e-mail dicas e conteúdos gratuitos sobre carreira, vagas, cursos, bolsas de estudos e mercado de trabalho.

Acompanhe tudo sobre:empresas-de-tecnologiaTecnologia da informaçãovagas-de-emprego

Mais de Carreira

Como ser um líder inspirador? Trajetória de Cook e Bezos mostra que não depende só das soft skills

Networking de milhões: A solução para ter o salário ideal pode estar ao seu lado, veja como atrair

Guerra por talentos: 1 em cada 3 empresas teme perder talentos para a concorrência, diz pesquisa

RH Summit 2024 e o fim da FOMO em grandes eventos

Mais na Exame