Carreira

Nestlé divulga 500 vagas para projeto de empreendedorismo na gastronomia, veja como participar

Em parceria com a plataforma co.liga, a companhia também disponibiliza 4 cursos de gastronomia online e gratuitos para pessoas de todas as idade

Helen Andrade, diretora de Diversidade e Inclusão da Nestlé Brasil, Felipe Cunha, chef do Fasano Itaim, e João Alegria, Secretário Geral da Fundação Roberto Marinho anunciam o programa "a.colher" (Nestlé /Divulgação)

Helen Andrade, diretora de Diversidade e Inclusão da Nestlé Brasil, Felipe Cunha, chef do Fasano Itaim, e João Alegria, Secretário Geral da Fundação Roberto Marinho anunciam o programa "a.colher" (Nestlé /Divulgação)

Publicado em 10 de maio de 2024 às 11h39.

Última atualização em 10 de maio de 2024 às 13h11.

Tudo sobreNestlé
Saiba mais

A Nestlé anuncia nesta sexta-feira, 10, mais um curso na área de gastronomia. Depois da 10ª edição do Nestlé Yocuta - Young Culinary Talents, a companhia lança o edital a.colher, que capacitará 500 jovens de todo o país, com idades entre 18 e 29 anos, que tenham interesse de empreender na área da gastronomia.

O programa é realizado em parceria com a co.liga, escola digital de cursos gratuitos no campo da economia criativa, como gastronomia, música e multimídia, e é voltado para jovens em vulnerabilidade social, sendo que 5% das vagas são para pessoas com deficiência.

“Nosso objetivo é ampliar as oportunidades de geração de renda e inclusão por meio da capacitação e da aceleração de negócios, que podem ser embrionários ou estar ainda no campo das ideias. Esse programa abrirá caminhos para muitas e muitos jovens transformarem suas vidas por meio do conhecimento e do trabalho”, afirma Helen Andrade, diretora de Diversidade e Inclusão da Nestlé Brasil.

Além do edital, a parceria disponibiliza 4 cursos de gastronomia online e gratuitos para pessoas de todas as idade. Veja como participar. 

Como funcionará o programa?

As pessoas selecionadas participarão de ciclos de aprendizagem organizados em três etapas. A primeira é a Jornada Formativa, composta por quatro aulas online com carga horária mínima de cinco horas cada, e cinco encontros virtuais síncronos de até duas horas, com a equipe da co.liga e profissionais da gastronomia.

Na segunda etapa, as alunas e alunos terão a oportunidade de inscrever um projeto ou negócio no ciclo de Aceleração de Negócios Gastronômicos. Dessa fase, serão selecionados 30 projetos, que receberão uma bolsa de R$300 cada para participar de quatro rodadas de mentoria, além de encontros com profissionais do mercado e acesso a uma nova formação da co.liga, voltada a profissionais da área.

A fase final, programada para abril de 2025, terá uma nova rodada de avaliação e selecionará três projetos vencedores, os quais receberão um aporte de R$5 mil cada e uma viagem totalmente custeada pelo edital para conhecer a cozinha da Nestlé em São Paulo, ampliando seus aprendizados e relacionamento com profissionais da área.

“A formação das juventudes para entrada no mundo do trabalho é uma urgência do Brasil. Especialmente em trajetórias que apontam para o contexto do presente e de um futuro próximo, com atenção às transformações que estamos vendo no universo profissional e do mercado de trabalho", afirma João Alegria, Secretário Geral da Fundação Roberto Marinho, criador da plataforma co.liga, junto com a Organização de Estados Ibero-americanos (OEI).

Como se inscrever no edital a.colher?

As pessoas interessadas em participar do edital devem se inscrever no site da co.liga até o dia 2 de junho, onde também será divulgado o resultado da seleção, em 30 de junho.

Atenção: Qualquer pessoa pode fazer o curso online

O edital a.colher é um desdobramento da parceria entre Nestlé e co.liga, anunciada em abril, que resultou na criação do eixo educacional de gastronomia, com quatro cursos gratuitos 100% online, na plataforma da escola digital. Qualquer pessoa pode realizar os cursos, mesmo as que não participarem do edital.

As aulas se dividem em quatro temas:

  • “Panorama e tendências na gastronomia: identificação de oportunidades de atuação”;
  • “Segurança dos Alimentos e boas práticas na Gastronomia”;
  • “Técnicas de preparação e montagem de refeições”;
  • “Mercado de trabalho e áreas de atuação na gastronomia”.

Ao término dos ciclos, os participantes recebem um certificado que atesta a qualificação profissional.

Por meio dos cursos, as pessoas inscritas terão a oportunidade de encontrar na culinária e na economia criativa um caminho para formação e fonte de renda. De acordo com dados do projeto, quatro entre dez estudantes tiveram uma oportunidade de trabalho remunerado após a conclusão das aulas.

Felipe Cunha participou do Yocuta - Young Culinary Talents (Jovens Talentos Culinários) em 2016 e hoje assume o cargo de Chef Pâtissier do Fasano Itaim. Para ele, ver mais um programa da Nestlé nascendo sobre gastronomia traz esperança para a carreira de muitos jovens que sonham em atuar na área e muitas vezes não têm condições financeiras.

“Com 29 anos, tenho certeza de que não estaria chefiando a cozinha e a confeitaria de uma das mais famosas redes de hotel no Brasil se eu não tivesse agarrado todas as oportunidades que me apareceram, e o Yocuta foi uma delas. Não só o conhecimento, mas os contatos que fiz durante o treinamento me ajudaram a chegar até aqui”, diz Cunha que também tem em paralelo uma confeitaria.

Para quem deseja fazer um dos 4 cursos de gastronomia online e gratuito da Nestlé, acesse o site da co.liga. 

Acompanhe tudo sobre:NestléGastronomiaCursosBusca de empregoFree Paywall

Mais de Carreira

Ela largou o CLT para empreender e agora leva mulheres para estudar liderança nos EUA

Fit cultural: como se preparar para uma entrevista de emprego?

Currículo Lattes é importante para carreira? Saiba como fazer o seu

5 melhores cursos para quem quer ser funcionário público

Mais na Exame