Em nome da saúde mental, Nike libera funcionários por uma semana

Conforme saúde mental tem ganhado relevância nas empresas, formas alternativas de oferecer descanso ganham mais força

Os funcionários administrativos da Nike no estado do Oregon, Estados Unidos, estão dispensados do trabalho por uma semana a partir desta segunda-feira, 30. A empresa quer que os funcionários tenham um intervalo de descanso com foco em sua saúde mental.

A mensagem foi divulgada por um dos gestores da empresa no LinkedIn, Matt Marrazzo. "Todos os nossos líderes seniores estão enviando uma mensagem clara: Reserve um tempo para relaxar, desestressar e passar tempo com seus entes queridos", escreveu.

O anúncio acontece às vésperas da volta do trabalho presencial nos escritório da empresa, que anunciou em maio que traria funcionários de volta à sua sede em setembro com um modelo de trabalho híbrido que permite que eles trabalharem remotamente até dois dias por semana.

O funcionário Matt Marazzo destacou que a atitude faz toda a diferença em tempos de pandemia.

"Em um ano [ou dois] diferente de qualquer outro, reservar um tempo para descansar e se recuperar é a chave para um bom desempenho e manter a sanidade. O ano passado foi difícil – somos todos humanos! e vivendo um evento traumático! – mas tenho esperança de que a empatia e graça que continuamos a mostrar aos nossos companheiros de equipe terá um impacto positivo na cultura de trabalho daqui para a frente", disse.

Pesquisas têm revelado que a saúde mental ganhou relevância em empresas e entre as prioridades das empresas.

Essa atitude da Nike não é novidade, porém. Em abril, o LinkedIn resolveu dar uma semana de folga para os funcionários no mundo todo. Segundo a rede social, a pausa geral foi motivada por uma necessidade de oferecer mais saúde mental e evitar o burnout dos colaboradores. 

No Facebook, os funcionários em todo o mundo, incluindo o Brasil, receberam três feriados corporativos extemdidos em 2021: 8 de maio, 2 de julho e 3 de setembro. Nesses dias, a empresa não funciona e não há razão para qualquer pessoa mandar uma mensagem ou e-mail.

Algumas empresas também têm apostado em finais de semana prolongados para esticar o descanso dos funcionários, como mostra esta reportagem especial da EXAME.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também