Dona do Facebook vai cobrir custos de transição de gênero dos funcionários no Brasil

Meta anunciou um pacote adicional ao convênio dos funcionários para cobrir custos com procedimentos como hormonioterapia ou cirurgias de redesignação de gênero
 (nito100/Getty Images)
(nito100/Getty Images)
L
Luciana Lima

Publicado em 01/06/2022 às 16:49.

Última atualização em 01/06/2022 às 16:56.

Nesta quarta-feira, 1º, a Meta, dona do Facebook, Instagram e WhatsApp, anunciou que vai oferecer um pacote adicional à cobertura do plano de saúde para os funcionários que estejam passando por procedimentos de transição de gênero.

A partir de agora, via convênio, a empresa irá cobrir as despesas geradas por procedimentos como a hormonioterapia, serviços e outros cuidados que as pessoas transgêneros precisam durante o processo de readequação de gênero.

VEJA TAMBÉM:

A nova política já está disponível no Brasil e no México e chegará em breve à Argentina e à Colômbia. O benefício pode ser estendido, também, a dependentes inscritos no plano de saúde dos funcionários.

"Cada vez mais as empresas deverão criar soluções que sejam capazes de atender necessidades mais individualizadas. Deveremos ter uma prateleira inclusiva e disponível para os diversos momentos de vida pelos quais passamos.", declarou Thais Mingardo, gerente sênior de Remuneração e Benefícios da Meta para América Latina, em nota.

A cobertura inclui duas modalidades distintas de atendimento: ambulatorial e hospitalar. O primeiro caso engloba serviços e procedimentos mais simples, que não necessitam de internação e podem ser realizados em consultório ou ambulatório.

São exemplos a hormonioterapia e tratamentos dermatológicos. Já o atendimento hospitalar envolve procedimentos mais complexos que requerem internação, como cirurgias e acompanhamentos pré e pós-operatório.

A criação do novo benefício contou com a colaboração do Pride@, grupo de afinidade da Meta para pessoas LGBTQIA+ e aliados. "A proximidade e o trabalho de escuta ativa junto à nossa comunidade interna é crucial para seguirmos evoluindo e oferecendo um ambiente de trabalho que permita às pessoas exercerem o melhor das suas carreiras", completa Thais.