A página inicial está de cara nova Experimentar close button

A habilidade infalível para nunca mais errar o uso da vírgula nos textos

Pelas regras da língua portuguesa, não haverá separação de sujeito e predicado por meio de vírgula isolada nas frases. Veja mais na coluna de Diogo Arrais

Quando houver apenas sujeito, verbo, complemento, ou seja, apenas os três elementos, em qualquer ordem, não haverá uso de vírgula isolada. Em outras palavras, não haverá separação de sujeito e predicado por meio de vírgula isolada.

Vejamos:

“Noel, vivia também em Vila Isabel.” (Vírgula inadequada)

“Noel vivia, também em Vila Isabel.” (Outra inadequação)

“Noel precisa de, samba.” (Vírgula novamente inadequada)

Essa habilidade quanto à pontuação provém da devida compreensão de análise sintática. Pensando nisso, relembre:

De acordo com o dicionário Houaiss, frase é construção que encerra um sentido completo, podendo ser formada por uma ou mais palavras, com verbo ou sem ele. Em outros termos, frase é exatamente o que remete a qualquer mensagem:

“Viva Noel Rosa neste Brasil!”

Já a expressão oração remete a um sistema; neste caso específico, tomaremos por base o sistema de sujeito e predicado:

“O gigante Noel deixou-nos centenas de composições sem-fim.”

Como também se pode inserir, o termo período remete ao conjunto de orações. Este conjunto pode ser simples ou composto — daí as nomenclaturas período simples e período composto:

“Sim! Somos felizes e poetas! Conhecemos um pouco de Noel!”

Período Composto e a pontuação:

Veja o uso da vírgula — nas estruturas abaixo — em relação às orações subordinadas adverbiais:

1º (ORAÇÃO SUBORDINADA ADVERBIAL), SUJEITO-VERBO-COMPLEMENTO.

Quando passar o novo ano, eu quero ir a Trancoso.

2º SUJEITO (ORAÇÃO SUBORDINADA ADVERBIAL), VERBO-COMPLEMENTO.

Eu, quando passar o novo ano, quero ir a Trancoso.

Outras possíveis pontuações:

Eu – quando passar o novo ano – quero ir a Trancoso.
Eu (quando passar o novo ano) quero ir a Trancoso.

3º SUJEITO-VERBO-COMPLEMENTO (ORAÇÃO SUBORDINADA ADVERBIAL)

Eu quero ir a Trancoso, quando passar o novo ano.

4º SUJEITO-VERBO-COMPLEMENTO-(ORAÇÃO SUBORDINADA ADVERBIAL)

Eu quero ir a Trancoso quando passar o novo ano.

Por isso, quem estuda análise sintática consegue compreender definitivamente os sinais de pontuação; cria, por consequência, textos organizados.

Um grande abraço, até a próxima e inscreva-se no meu canal!

  • Pensando em mudar de carreira? Invista na sua carreira com o maior portal de negócios. Assine a EXAME.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também