Um conteúdo Bússola

Riachuelo adota carros elétricos para entregas da Grande São Paulo

Ação faz parte do Cria!, plataforma que engloba todas as iniciativas da marca a caminho de uma moda mais sustentável
Ao todo, serão nove veículos em operação. (Riachuelo/Divulgação)
Ao todo, serão nove veículos em operação. (Riachuelo/Divulgação)
Por BússolaPublicado em 22/06/2022 16:31 | Última atualização em 22/06/2022 16:31Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Rumo a novas soluções e a um novo jeito de fazer moda, a Riachuelo, por meio do Cria!, plataforma que reúne ações e iniciativas sustentáveis da marca, anuncia entregas com carros elétricos para todos os municípios da Grande São Paulo. Após fase de testes, iniciadas em setembro de 2021, a marca aumentou o número de modais de transportes que colaboram com a sustentabilidade do planeta. Ao todo são nove carros elétricos, sendo cinco veículos tipo Vuc, para abastecimento de lojas de São Paulo, e quatro veículos tipo HR e Van, para a operação de entrega de compras pelos canais digitais.

Percorrendo toda a cidade de São Paulo e Guarulhos, os veículos saem do Centro de Distribuição (CD) de Guarulhos, responsável pelo abastecimento de lojas e de pedidos gerados na capital paulista. Para operacionalizá-los, é necessária mão de obra especializada e treinada para lidar com a nova tecnologia e extrair o melhor do modal de transporte. A substituição aos veículos tradicionais movidos a combustíveis fósseis é uma das ações da Riachuelo para reduzir suas emissões de carbono. Um caminhão elétrico emite, em média, 90% menos carbono em relação ao caminhão a diesel.

A Riachuelo pretende adquirir mais veículos elétricos na operação de abastecimento de lojas e entregas do e-commerce e ainda estuda a adoção de caminhões elétricos na frota da logística da marca.

“A mudança ocorre de maneira gradativa. Nosso objetivo é entregar uma moda consciente de ponta a ponta para os nossos consumidores”, diz Mauro Mariz, diretor-executivo de Gente e Sustentabilidade.

Segundo dados do estudo feito pelo Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), o setor de transporte é responsável por 14% das emissões de gases do efeito estufa no mundo. Só em São Paulo, os carros representam 72,6% dessas emissões da cidade e são mais poluentes que os próprios ônibus, se comparada a quantidade de material particulado lançado por pessoa transportada.

O passo da Riachuelo, conforme o Elio Silva, diretor-executivo de Marketing e Canais, vem ao encontro da evolução digital do grupo e do aumento das vendas pelos canais digitais da marca: “Nos primeiros três meses de 2022, a participação do app na originação das vendas online foi de 45%, com crescimento de 134% no número de usuários diariamente ativos no aplicativo. Mesmo diante da retomada do fluxo para o varejo físico, a participação dos canais digitais nas vendas foi de 10,1%”, declara Silva.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Veja Também

Renato Krausz: o ESG num mundo com febre
Um conteúdo Bússola
Há 13 horas • 3 min de leitura

Renato Krausz: o ESG num mundo com febre

ESG: o futuro da moda é circular
Um conteúdo Bússola
Há um dia • 7 min de leitura

ESG: o futuro da moda é circular

Agritechs e ESG: A revolução verde do século 21
Um conteúdo Bússola
Há 2 dias • 7 min de leitura

Agritechs e ESG: A revolução verde do século 21