Um conteúdo Bússola

Fundação Estudar financia até 95% da sua graduação ou pós. Inscreva-se

Programa de bolsas oferece auxílio de até US$ 100 mil; inscrições vão até o dia 25 deste mês
Valor médio do auxílio é de US$ 20 mil, mas pode chegar até a US$ 100 mil, dependendo da análise do candidato e suas necessidades (Germano Lüders/Exame)
Valor médio do auxílio é de US$ 20 mil, mas pode chegar até a US$ 100 mil, dependendo da análise do candidato e suas necessidades (Germano Lüders/Exame)
B
BússolaPublicado em 15/04/2022 às 18:30.

Especialmente para os jovens que desejam estudar fora, as altas despesas são um grande desafio. Como forma de dar uma oportunidade para os talentos que querem aprimorar sua formação no Brasil ou no exterior, a Fundação Estudar conta com o programa de bolsas Líderes Estudar. As inscrições estão abertas até o dia 25 de abril. O valor médio do auxílio é de US$ 20 mil, mas pode chegar até a US$ 100 mil, dependendo da análise do candidato e suas necessidades.

Ao todo, a instituição planeja distribuir cerca de R$ 6 milhões de bolsas de estudo em 2022 por meio dos seus programas, incluindo o Líderes Estudar. O projeto já levou brasileiros para Harvard e outras das melhores universidades do mundo. Em sua 31ª edição, a iniciativa conta com uma rede de 760 líderes e tem como objetivo apoiar, reunir e desenvolver jovens que buscam conhecimento de ponta, sonham grande e acreditam que podem mudar o Brasil para melhor, gerando transformações positivas no seu setor de atuação, seja ele qual for.

Ao final do processo seletivo — que inclui testes de perfil e lógica, entrevistas de competências e um painel com ex-bolsistas —, serão selecionados jovens que podem receber bolsas de até 95% do valor solicitado. Além do subsídio financeiro, eles têm acesso a todo o suporte que a Comunidade de Líderes oferece, com eventos exclusivos de desenvolvimento, treinamento e mentorias.

Para participar, é necessário ser natural do Brasil, ter entre 16 e 34 anos, apresentar excelência acadêmica e estar em processo de aceitação, matriculado ou cursando o ensino superior no Brasil ou no exterior em uma das quatro categorias de bolsa: graduação completa no Brasil; intercâmbio acadêmico de graduação ou duplo diploma (intercâmbio), graduação completa no exterior ou pós-graduação no exterior.

Desde 1991, o Programa Líderes Estudar já colaborou com a formação de mais de 760 nomes que se tornaram referências em áreas como Empreendedorismo, Negócios, Tecnologia, Gestão Pública, Ciência e Medicina, gerando impacto em importantes setores.

“O Líderes Estudar oferece todo o suporte necessário para que esse jovem consiga se desenvolver profissionalmente e se destacar na sociedade; além de financiar todos os custos envolvidos”, afirma Anamaíra Spaggiari, diretora-executiva da Fundação Estudar.

O Programa de Líderes já ajudou a impulsionar nomes como o  da cientista Dayene Caldeira, doutoranda pela UFRJ, que está na fase de testes de um estudo que pode curar a asma de milhões de pessoas no mundo; Roger Koeppl, empreendedor e inovador no ramo de sustentabilidade e fundador da YouGreen Cooperativa; Gabriel Bayomi, engenheiro de software na Apple, que atua com inteligência artificial e processamento de linguagem com a Siri, e a dupla Henrique Dubugras e Pedro Franceschi. Com apenas 23 anos na época, os dois se tornaram os mais jovens fundadores de unicórnios do mundo. Eles são os fundadores da Brex, companhia de cartões de crédito corporativos e soluções de tecnologia avaliada em US$ 12,3 bilhões.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

 Entenda o que muda com as novas regras para auxílio-alimentação

 Andrea Fernandes: Páscoa-2022 demandará integração entre canais de venda

 Live — Como micro e pequenos negócios podem prosperar no empreendedorismo