Brasil

Sistema metroferroviário esvaziará Itaquerão em 30 minutos

Segundo Geraldo Alckmin, novo mecanismo vai aumentar a velocidade de trens e metrô e vai permitir que o público deixe o estádio rapidamente

O governo garante que o estádio será esvaziado em 30 minutos durante a Copa (Divulgação)

O governo garante que o estádio será esvaziado em 30 minutos durante a Copa (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 15 de junho de 2012 às 13h49.

São Paulo - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje que o sistema metroferroviário da capital paulista será capaz de, a partir de 2013, esvaziar o futuro Estádio do Corinthians, o Itaquerão, em dias de partidas, em 30 minutos. Segundo ele, essa vazão será possível devido à implementação do sistema Controle de Trens Baseado em Comunicação (CBTC, em inglês), que regula a distância entre trens.

No Metrô, as composições passarão a ter um intervalo de 85 segundos, 20% a menos do que os atuais 103 segundos. Nos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), esse intervalo passará de 5 minutos para 3 minutos em 2013. As mudanças resultarão, segundo o tucano, em um aumento de 89 mil passageiros/hora para 120 mil passageiros/hora nos dois sistemas de transportes.

"Se todo mundo no estádio tomasse trem ou metrô, ele estaria vazio em 30 minutos", afirmou o governador, após entregar três novos trens para a frota da Linha 3 - Vermelha, na Estação Corinthians - Itaquera do Metrô. "É raro no mundo uma situação dessa", ressaltou. O tucano informou ainda que, até o final de 2012, o governo estadual entregará, ao todo, 98 novos trens, e que todos os grandes investimentos estaduais em transporte serão voltados para o modal metroferroviário. "Todos os investimentos vultosos vão para o transporte metroviário, que é de alta capacidade, qualidade e rapidez", afirmou.

Ele explicou que a velocidade média dos ônibus na cidade de São Paulo é de 15 km/h, enquanto a do Metrô, mesmo com as paradas, é de 38 km/h. O tucano ainda afirmou que está em estudo a implementação de um trem expresso em Itaquera para os dias de jogos.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas estataisEstádiosEstatais brasileirasGeraldo AlckminGovernadoresItaquerãoMetrô de São Paulomobilidade-urbanaPolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileirosSetor de transporteTransporte e logísticaTransporte públicotransportes-no-brasil

Mais de Brasil

Governo cria sistema de emissão de carteira nacional da pessoa com TEA

Governo de SP usará drones para estimar número de morte de peixes após contaminação de rios

8/1: Dobra número de investigados por atos golpistas que pediram refúgio na Argentina, estima PF

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

Mais na Exame