Rio quer que reabertura do Cristo Redentor sirva de exemplo ao mundo

Soldados do Exército e da Marinha fizeram a sanitização contra a covid-19 do ponto turístico mais famoso do Brasil, que vai reabrir neste sábado, 15

Fechado desde o início da pandemia, o Cristo Redentor voltará a receber público a partir deste sábado, 15. E um dos mais famosos pontos turísticos do Rio de Janeiro — e da fé cristã do país — espera servir de exemplo de prevenção ao coronavírus.

Nesta quinta, 13, o monumento passou por um processo de sanitização promovido por soldados do Exército e da Marinha. Nos últimos dias, os militares também capacitaram a equipe que trabalha no local para que a desinfecção possa ser feita diariamente pelos próprios funcionários.

“A gente quer dar exemplo pra população. Está havendo uma flexibilização no nosso país, mas precisamos manter a atenção. Do contrário estaríamos ferindo o que realmente interessa, que é a preservação da vida”, disse o padre Omar Raposo, reitor do Santuário Cristo Redentor.

Além da desinfecção, o local recebeu totens de álcool gel e terá diversas medidas para evitar a propagação do coronavírus. Cartazes que serão colocados orientam fiéis a não dar as mãos a outros visitantes em momentos de oração ou deitar em sinal de reverência.

“A gente tem que integrar alguns protocolos. O Cristo Redentor é um lugar que é um desafio, é um case importante para o País. Eu preciso integrar os protocolos próprios do Parque Nacional da Tijuca, com o protocolo do trade turístico e o protocolo da Igreja”, afirmou padre Omar.

“Ele foi altamente adaptado às novas circunstâncias e temos as regras próprias da Arquidiocese do Rio de Janeiro que estão sendo implementadas. Não muda a forma de rezar, a fé permanece a mesma, o Cristo Redentor permanece de braços abertos, porém os cuidados serão maiores.”

O famoso Trem do Corcovado, que estará disponível a partir da tarde de sábado, terá sua capacidade reduzida de 134 para 80 pessoas, a fim de permitir o distanciamento entre os visitantes.

Ele passará por sanitização ampla pela manhã e à noite. A cada viagem, durante o dia, será feita uma higienização mais rápida.

O processo de desinfecção realizado nesta quinta-feira contou com o trabalho de 30 militares do Exército e 30 da Marinha.

“Para o Comando Conjunto Leste é um orgulho. Nós estamos presentes nas principais ações em todo o Brasil, atuamos na Copa do Mundo e em outros eventos. Estamos sempre preparados para auxiliar”, declarou o coronel Rego Barros, porta-voz do Comando.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.