Brasil

Motoristas de vans ocupam Secretaria de Transportes do Rio

O delegado Cláudio Ferraz se reuniu com os manifestantes e marcou uma nova audiência para quarta-feira

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 14 de outubro de 2013 às 19h32.

Rio de Janeiro - Um grupo de motoristas de vans da Favela Rio das Pedras, na zona oeste da capital fluminense, ocupou na tarde de hoje (14), por cerca de três horas, o prédio da Secretaria Municipal de Transportes, em Botafogo, zona sul da cidade.

Eles protestam contra a diminuição do número de veículos do transporte alternativo em circulação na comunidade. Os motoristas pediam uma audiência com o secretário Carlos Osório.

O delegado Cláudio Ferraz, da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar, se reuniu com os manifestantes e marcou uma nova audiência para quarta-feira (16).

Por volta das 13h, o grupo fazia uma manifestação pacífica em frente à sede da secretaria, quando decidiu ocupar o prédio. A Polícia Militar foi acionada e enviou reforços para o local. Os motoristas deixaram a sede por volta das 16h.

Os representantes da categoria decidiram fazer uma assembleia amanhã (15), na qual pretendem elaborar a pauta de reivindicações, incluindo novas rotas para a circulação das vans.

Pela manhã, os motoristas protestaram contra o novo esquema de circulação de transporte alternativo na região da zona oeste, que diminuiu o número veículos em circulação. Eles interromperam vias importantes da cidade por mais de uma hora, além de atearem fogo a entulhos e pedaços de madeira próximo à comunidade Rio das Pedras.

O protesto causou um grande congestionamento na zona oeste. Antes da proibição, 1,2 mil vans circulavam pela região, que agora conta com 392 veículos.

Acompanhe tudo sobre:AutoindústriaCarrosProtestosProtestos no BrasilTransportestransportes-no-brasilVans (calçados e roupas)Violência urbana

Mais de Brasil

Mísseis de longo alcance dos EUA na Alemanha apontam para um retorno à 'guerra fria', diz Kremlin

Câmara aprova em primeiro turno PEC da Anistia; veja o que muda

Abin Paralela: tudo o que se sabe sobre monitoramento de ministros do STF, políticos e jornalistas

Mais na Exame