Acompanhe:

O tema da pensão alimentícia é bem delicado, pois além da necessidade de assegurar um pagamento mensal, a questão também envolve assuntos familiares complexos, como a separação no casamento e a divisão da guarda dos filhos. 

Mesmo assim, a pensão alimentícia é um direito garantido por lei e, caso não seja paga, pode trazer problemas sérios com a justiça. Para não ter mais dúvidas sobre o assunto, neste texto, te contaremos tudo o que você precisa saber sobre o pagamento da pensão alimentícia. 

O que é pensão alimentícia? 

A pensão alimentícia nada mais é do que um valor pago aos filhos e que é descontado do salário do provedor e depositado na conta dos beneficiários, a partir de decisão judicial

A fórmula de cálculo da pensão é determinada pela sentença judicial, que se baseia em um valor justo relacionado ao salário do provedor. No valor, estima-se que seja possível cobrir custos relacionados à escolaridade, alimentação, moradia, saúde e outros. 

Quem deve receber a pensão alimentícia? 

Na lei, quem deve receber a pensão alimentícia são os filhos do provedor, até então com o limite de idade de 18 anos. A partir de algumas regras feitas no Imposto de Renda, a idade se estendeu aos 24 anos, levando em consideração que o beneficiário esteja matriculado em uma rede de ensino superior. 

Mas, não são só os filhos que têm direito ao pagamento: se há provas de que o homem ou mulher, responsável pela guarda das crianças, se retirou do mercado de trabalho exclusivamente para cuidar do(s) filho(s), também pode ser designado um valor de pensão para o caso. 

Quem deve pagar a pensão alimentícia? 

Para os filhos que são menores de idade, a pensão alimentícia deve ser paga por quem não é responsável pela guarda das crianças. Por exemplo, em um processo de separação, em que a mulher fica com a guarda das crianças, o pai é o responsável pelo pagamento do valor mensal. 

Se, no caso, o pai responsável pela pensão não tiver recursos para pagar o valor estipulado em decisão judicial, é possível que o pagamento da pensão seja transferido para os avós. 

Até que idade deve se pagar a pensão para um filho? 

A idade limite para o pagamento da pensão para o filho é de 24 anos, desde que o cidadão esteja matriculado e cursando em uma instituição de ensino superior. A partir do momento em que o filho se forma, é necessário entrar com os papéis para a validação de que o pagamento da pensão será encerrado. 

Como o valor da pensão alimentícia é calculado? 

O valor da pensão alimentícia é calculado, principalmente, com base na renda mensal do pai ou mãe responsável pelo pagamento. Além disso, alguns outros fatores são considerados, como: 

  • Necessidades financeiras do filho: com base no gasto médio mensal que o filho já possui, mesmo antes da divisão de guarda; 
  • Renda de quem paga a pensão: também é fundamental que o valor seja condizente ao que o pai ou mãe recebe, sendo possível arcar com a pensão ao longo dos meses e anos; 
  • Ponderação: o juiz vai determinar um valor que seja justo para ambas as partes: que atenda as necessidades de quem recebe a pensão e que também seja possível de ser pago pelo provedor. 

A pensão alimentícia varia de acordo com a quantidade de filhos? 

Sim, o valor da pensão alimentícia varia de acordo com a quantidade de filhos, visto que a determinação de pensão, sendo filhos do mesmo casamento ou de outros, é de que os receptores devem ter um valor mais próximo possível um do outro. 

Portanto, a justiça não considera a possibilidade de um filho receber um valor completamente diferente do outro, claro, respeitando as rendas de quem paga a pensão para que haja garantia de que o valor seja recebido mensalmente. 

Claro que há exceções. Por exemplo, se um dos filhos possui uma doença e tem um tratamento médico especial, naturalmente o valor recebido será maior, para atender a essas necessidades. 

Posso ser preso se não pagar a pensão alimentícia? 

O não pagamento da pensão alimentícia, bem como atrasos injustificáveis pode sim levar a prisão. Além disso, caso o valor entre em atraso, também é possível receber juros e demais correções monetárias a partir do valor pago.

Leia também:

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Minha mãe tem direito a receber a pensão do ex-marido?
seloMinhas Finanças

Minha mãe tem direito a receber a pensão do ex-marido?

Há 5 meses

Justiça decreta prisão de Douglas Costa, ex-Grêmio, por não pagamento de pensão
Esporte

Justiça decreta prisão de Douglas Costa, ex-Grêmio, por não pagamento de pensão

Há 11 meses

IR 2023: pensão alimentícia agora é isenta; veja como declarar
seloMinhas Finanças

IR 2023: pensão alimentícia agora é isenta; veja como declarar

Há 11 meses

Como inserir pensão alimentícia na declaração de Imposto de Renda?
Minhas Finanças

Como inserir pensão alimentícia na declaração de Imposto de Renda?

Há 11 meses

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais