Governo de SP deve abrir shoppings, bares e restaurantes aos finais de semana

O governador João Doria diz que a queda nas internações permite a nova regra. Mas os números ainda são considerados como estabilidade
 (Eduardo Frazão/Exame)
(Eduardo Frazão/Exame)
G
Gilson Garrett Jr

Publicado em 01/02/2021 às 13:22.

Última atualização em 01/02/2021 às 14:02.

O governo de São Paulo deve voltar a permitir a abertura de shoppings, comércio de rua, bares e restaurantes aos finais de semana em todo o estado. A revisão desta medida mais restrita estava prevista só para a sexta-feira, 5, mas o governador João Doria (PSDB) disse que o anúncio será feito na quarta-feira, 3. 

De acordo com Doria, a regra que fechou o comércio à noite e aos finais de semana desde o dia 25 de janeiro teve o efeito esperado em conter o avanço da covid-19 no estado. A reabertura deve começar a valer já no próximo fim de semana, 6 e 7 de fevereiro.

“Com duas semanas consecutivas de retração no número de internações e, caso este cenário se mantenha em queda, na próxima quarta-feira vamos anunciar medidas de suspensão de medidas de restrição impostas relativas aos horários de funcionamento de shoppings, comércio bares e restaurantes, principalmente aos finais de semana”, disse o governador em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 1º de fevereiro.

Apesar da fala do governador, a queda ainda é muito tímida. Segundo dados da Secretaria estadual da Saúde, a média diária de novas internações em leitos de UTI e enfermaria em todo o estado era de 1.648 no dia 25 de janeiro. No domingo, 31, este número chegou em 1.537, uma queda de 8%. Quedas e aumentos de até 15% são considerados estabilidade, segundo especialistas em saúde. 

A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado é de 68%. Quando as medidas de restrição foram determinadas, esta média estava em 70%.

Desde o dia 25 de janeiro, durante a semana, das 20 horas até as 6 horas somente serviços essenciais podem funcionar, como mercados, farmácias e postos de gasolina. Aos finais de semana, shoppings, bares e restaurantes precisam ficar fechados, assim como os parques.

Durante o horário comercial, ficam em vigor as regras locais, por região. A Grande São Paulo, por exemplo, está na fase 2 laranja, em que o comércio pode funcionar com capacidade reduzida, de 40% (veja as regras abaixo). A volta às aulas na rede privada está permitida a partir desta segunda. Na rede estadual volta no dia 8 de fevereiro.

Confira abaixo as restrições de cada fase da quarentena no estado de São Paulo:

Restrições da fase vermelha  | válida para noite e finais de semana

  • Apenas atividades essenciais podem funcionar, como supermercados, farmácias e postos de gasolina
  • Comércio, shoppings, bares e restaurantes precisam ficar fechados
  • Parques ficam fechados

    Restrições da fase laranja 

    • Capacidade de atendimento de comércio de rua, shoppings, salões de beleza e restaurantes é de 40%. Podem abrir por no máximo 8 horas por dia, até as 20 horas.
    • Nas academias a capacidade máxima é de 40%
    • Bares são proibidos de ter atendimento presencial — apenas delivery é permitido
    • Os parques ficam abertos durante a semana

     

    De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

    Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.