Covid-19 aumenta entre jovens de até 29 anos no estado de São Paulo

Segundo dados do governo paulista, o grupo representa hoje 27% do total de infectados no Estado, o número era de apenas 20% em junho

Jovens de até 29 anos compõem a única faixa etária em que aumentaram os casos positivos de covid-19 no estado de São Paulo nos últimos meses. Segundo dados do governo paulista, o grupo representa hoje 27% do total de infectados no estado, o número era de apenas 20% em junho. Em todas as outras faixas etárias diminuiu o percentual de infectados no mesmo período.

Em coletiva de imprensa no dia 26 de novembro, o coordenador do Centro de Contingência da covid-19 de São Paulo, João Medina, alertou sobre como os jovens têm sido vetores da doença, levando o vírus para dentro de casa. “Nós realmente temos um aumento dos casos positivos em todos os laboratórios, principalmente envolvendo jovens. Esse é um perfil que também aconteceu na Europa”.

O estado de São Paulo teve 1.250.590 casos confirmados de coronavírus até dia 1 de dezembro. 307.685 correspondem ao grupo de 0 a 29 anos. Apesar do alto número de casos, os jovens são os menos atingidos pelos casos de óbitos, com apenas 500 mortes, do total de 42.290. O número é menos de 2% do total de mortos por coronavírus no estado.

A Secretária de Saúde do estado esclarece que os números se referem apenas ao período em que os casos e mortes foram computados e não quando de fato ocorreram.

No dia 30 de novembro, o governo de São Paulo colocou todo o estado na fase amarela 3, com intenção de controlar o número de novos casos e internações que aumentaram nas últimas semanas. Na prática, a medida afeta a Região Metropolitana de São Paulo e mais cinco regiões que já estavam na fase 4 verde, em uma escala que vai de 1 – a mais restrita – até 5. As demais regiões estavam na fase amarela.

O Governador João Doria voltou falar na última quinta-feira, 3, que reforçará a fiscalização de aglomerações em São Paulo. Foram contratados mil novos agentes da vigilância sanitária, que devem fiscalizar também os eventos clandestinos que promovem aglomerações no estado, principalmente nas cidades com alta densidade demográfica. Doria também reafirmou que a vacinação no estado deve ser iniciada em janeiro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.