Brasil

Bolsonaro apresenta evolução, mas ainda precisa de suporte, diz médico

Havia a expectativa de que Bolsonaro fosse liberado pelos médicos nesta quinta-feira para retomar os eventos de campanha

Bolsonaro: candidato recebeu alta em 29 de setembro depois de passar 23 dias hospitalizado após ser esfaqueado durante um ato de campanha (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Bolsonaro: candidato recebeu alta em 29 de setembro depois de passar 23 dias hospitalizado após ser esfaqueado durante um ato de campanha (Fernando Frazão/Agência Brasil)

R

Reuters

Publicado em 18 de outubro de 2018 às 12h21.

Última atualização em 18 de outubro de 2018 às 12h21.

Rio de Janeiro - O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, passou por avaliação médica nesta quinta-feira e apresentou boa evolução clínica, disse um dos médicos responsáveis pelo atendimento ao presidenciável, acrescentando que o deputado ainda requer apoio nutricional e fisioterapia.

"Bolsonaro foi submetido hoje a avaliação médica multiprofissional, de exames de imagem e laboratoriais, que se mostraram estáveis. Apresenta boa evolução clínica e a avaliação nutricional evidenciou melhora da composição corpórea, mas ainda exigindo suporte nutricional e fisioterapia", afirma nota enviada pelo médico Antonio Macedo, do hospital Albert Einstein.

O médico divulgou a nota após sair sem falar com jornalistas da casa de Bolsonaro na zona oeste do Rio de Janeiro, ao contrário das visitas anteriores em que concedeu entrevista logo após avaliar o candidato presidencial.

Bolsonaro recebeu alta em 29 de setembro depois de passar 23 dias hospitalizado após ser esfaqueado durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG) no mês passado.

Havia a expectativa de que Bolsonaro fosse liberado pelos médicos nesta quinta-feira para retomar os eventos de campanha e participar de debates com o adversário no segundo turno da disputa pelo Palácio do Planalto, Fernando Haddad (PT).

Questionado se Bolsonaro estaria liberado para eventos de campanha e debates, Macedo não respondeu as mensagens de imediato.

Acompanhe tudo sobre:Eleições 2018Jair Bolsonaro

Mais de Brasil

Governo cria sistema de emissão de carteira nacional da pessoa com TEA

Governo de SP usará drones para estimar número de morte de peixes após contaminação de rios

8/1: Dobra número de investigados por atos golpistas que pediram refúgio na Argentina, estima PF

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

Mais na Exame