2 milhões de doses da vacina de Oxford chegam ao Brasil nesta semana

Novo lote se soma aos 2 milhões de doses que já foram distribuídos há um mês. Há a previsão de receber mais 8 milhões de vacinas

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) confirmou que chegam nesta terça-feira, 23, dois milhões de doses prontas da vacina de Oxford contra a covid-19, desenvolvida com a AstraZeneca. O lote vem pronto do parceiro indiano Instituto Serum, o mesmo que enviou as primeiras vacinas que chegaram ao Brasil há um mês.

Além de contar com produção local, a Fiocruz vai receber um total de 12 milhões de doses de vacina já prontas. Com este carregamento, serão 4 milhões entregues. Não há previsão de quando chegarão as outras 8 milhões de doses.

Ainda de acordo com a Fiocruz, no dia 27 de fevereiro está prevista a chegada de um lote do chamado Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), capaz de produzir cerca de 12 milhões de doses da vacina. O contrato da instituição brasileira com a AstraZeneca prevê 100 milhões de doses, além da transferência de tecnologia para a fabricação do imunizante totalmente no Brasil.

Até o momento, a Fiocruz não assinou o contrato de para a transferência de tecnologia, que vai garantir ao Brasil a produção do IFA. Segundo o laboratório brasileiro, isso não atrapalha o cronograma. A entrega das primeiras vacinas produzidas totalmente no país devem ser realizadas somente no segundo semestre deste ano.

“O cronograma de preparação para a produção nacional do IFA segue normalmente até esse momento. A planta industrial de Bio-Manguinhos/Fiocruz já está sendo adaptada para essa produção e a previsão é de que esteja pronta em abril para a produção nacional do IFA”, diz uma nota enviada à imprensa.

Butantan antecipa entrega de 54 milhões de doses

O Instituto Butantan vai antecipar em um mês a entrega de 54 milhões de doses da vacina contra a covid-19 ao Ministério da Saúde. Este segundo lote será totalmente entregue até o fim do mês de agosto. O primeiro lote, de 46 milhões de doses, será disponibilizado ao governo federal até o mês de abril, como previsto em contrato.

“No cronograma contratado, a última entrega seria em setembro, mas vamos fazer todo o esforço para adiantar esta entrega. No máximo até agosto vamos entregar as 100 milhões de doses. Essa agilidade e essa presteza de produção traz uma responsabilidade muito grande ao Butantan. Nós não temos mais problemas de matéria-prima”, disse Dimas Covas, diretor do Butantan, em entrevista coletiva na semana passada.

Ainda de acordo com Dimas Covas, a partir do dia 23 de fevereiro o Butantan vai liberar ao Ministério da Saúde um total de 426 mil doses de vacina por dia. Para isso, a equipe que trabalha no laboratório foi ampliada de 150 para 300 funcionários.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.