• AALR3 R$ 20,15 -0.74
  • AAPL34 R$ 67,35 -0.01
  • ABCB4 R$ 16,54 -0.66
  • ABEV3 R$ 14,00 -0.92
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,86 2.26
  • AGRO3 R$ 30,93 -0.58
  • ALPA4 R$ 21,43 2.88
  • ALSO3 R$ 19,02 0.05
  • ALUP11 R$ 27,10 -0.77
  • AMAR3 R$ 2,52 5.00
  • AMBP3 R$ 31,00 2.31
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,21 2.26
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,20 -0.75
  • ASAI3 R$ 15,65 -1.57
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,89 -1.08
  • BBAS3 R$ 37,43 -0.98
  • AALR3 R$ 20,15 -0.74
  • AAPL34 R$ 67,35 -0.01
  • ABCB4 R$ 16,54 -0.66
  • ABEV3 R$ 14,00 -0.92
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,86 2.26
  • AGRO3 R$ 30,93 -0.58
  • ALPA4 R$ 21,43 2.88
  • ALSO3 R$ 19,02 0.05
  • ALUP11 R$ 27,10 -0.77
  • AMAR3 R$ 2,52 5.00
  • AMBP3 R$ 31,00 2.31
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,21 2.26
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,20 -0.75
  • ASAI3 R$ 15,65 -1.57
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,89 -1.08
  • BBAS3 R$ 37,43 -0.98
Abra sua conta no BTG

Exportações do agronegócio em São Paulo saltam 9,5% em 2021

A produção do setor no estado foi de R$ 122 bilhões, crescimento de 26% em relação a 2020
Os cinco principais setores na exportação do agronegócio estadual foram o sucroalcooleiro (US$ 6,5 bilhões), soja (US$ 2,57 bilhões), carnes (US$ 2,53 bilhões), produtos florestais (US$ 1,6 bilhão) e sucos (US$ 1,5 bilhão). (Thinkstock/valio84sl)
Os cinco principais setores na exportação do agronegócio estadual foram o sucroalcooleiro (US$ 6,5 bilhões), soja (US$ 2,57 bilhões), carnes (US$ 2,53 bilhões), produtos florestais (US$ 1,6 bilhão) e sucos (US$ 1,5 bilhão). (Thinkstock/valio84sl)
Por Da RedaçãoPublicado em 16/02/2022 15:01 | Última atualização em 18/02/2022 14:37Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O governador de São Paulo João Doria anunciou nesta quarta-feira, 16, que o agronegócio paulista aumentou em 9,5% suas exportações em 2021 em relação a 2020, exportando um total de US$ 18,9 bilhões no ano. As importações também aumentaram em 10,6%, o que representa um valor de US$ 4,5 bilhões. Em 2020, a produção do agronegócio em São Paulo foi de R$ 92 bilhões, enquanto em 2021 foi de R$ 122 bilhões, um crescimento de 26%. De acordo com dados do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, o saldo da Balança Comercial Paulista foi de US$ 14,3 bilhões, 9,1% superior a 2020.

“O crescimento do agro em São Paulo neste último ano é muito expressivo, representa geração de emprego, geração de renda, alta performance, sobretudo no uso de tecnologia, equipamentos agrícolas, modernização no agro e também na capacitação, formação e multiplicação de unidades de agronegócio aqui em São Paulo”, afirmou Doria.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

Os cinco principais setores na exportação do agronegócio estadual foram o sucroalcooleiro (US$ 6,5 bilhões), soja (US$ 2,57 bilhões), carnes (US$ 2,53 bilhões), produtos florestais (US$ 1,6 bilhão) e sucos (US$ 1,5 bilhão), que representam 78,5% das exportações setoriais paulistas em 2021. Os principais países importadores dos produtos agropecuários paulistas foram China, Estados Unidos e União Europeia.

De acordo com pesquisadores do IEA, o setor sucroalcooleiro teve variação positiva de 0,5% em relação a 2020, sendo que o açúcar representou 86,4% do montante exportado e o álcool 13,6%. Já o setor da soja teve crescimento de 24,4% em 2021, sendo que 84,8% das exportações foram de soja em grãos.

No caso do setor de carnes, houve um crescimento de 24,4% das exportações em relação a 2020, sendo que a carne bovina representou 85,4% das vendas internacionais. Foi constatado ainda um aumento de 9,4% das exportações de produtos florestais e de 14% no setor de sucos. O setor de café, tradicional produtor do agronegócio paulista, ficou na sexta posição, com exportação de US$ 708,4 milhões em 2021, alta de 15,7% em relação a 2020.