Agências
Acompanhe:

Patriota diz que "fica o exemplo e a liderança" de Chávez

Com esta, é a terceira visita que o chefe da diplomacia brasileira faz a Caracas desde as eleições de 7 de outubro, vencidas por Chávez


	O chanceler liderou a delegação Brasileira depois que a presidente Dilma Rousseff antecipou seu retorno ontem à noite após passar algumas horas em Caracas no velório do presidente venezuelano
 (Itamaraty)

O chanceler liderou a delegação Brasileira depois que a presidente Dilma Rousseff antecipou seu retorno ontem à noite após passar algumas horas em Caracas no velório do presidente venezuelano (Itamaraty)

D
Da Redação

8 de março de 2013, 18h15

Caracas - O ministro das relações exteriores, Antonio Patriota, disse nesta sexta-feira que do presidente venezuelano, Hugo Chávez, "fica o exemplo e a liderança" após sua morte, que aconteceu na terça-feira passada, após mais de 20 meses de luta contra o câncer.

Chávez deixa a "inspiração" para "todos juntos continuarem trabalhando pela integração, por um desenvolvimento sustentável, por melhores condições de vida para nossos povos", destacou Patriota em declarações à Agência Efe.

O chanceler liderou a delegação Brasileira depois que a presidente Dilma Rousseff antecipou seu retorno ontem à noite após passar algumas horas em Caracas no velório do presidente venezuelano.

"Um dia triste, de muita emoção, mas também de muita inspiração para seguir trabalhando juntos", disse Patriota, após assistir ao funeral do líder venezuelano, no qual estiveram cerca de 30 chefes de Estado e de governo da região.

Com esta, é a terceira visita que o chefe da diplomacia brasileira faz a Caracas desde as eleições de 7 de outubro, vencidas por Chávez para governar o país por mais seis anos.

Na última, em 9 de fevereiro, Patriota se reuniu com o chanceler venezuelano, Elías Jaua, para rever as relações comerciais bilaterais e especialmente em relação ao Mercorsul, em um respaldo para o governo venezuelano no meio da doença de Chávez.