Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Continua após a publicidade

Reconhecimento não existe ou eu não estou enxergando?

Não é reconhecido? Veja o conselho do CEO da STATO, Rubens Prata

Direitos trabalhistas mudam com a reforma? (foto/Thinkstock)
E
Especialista

Publicado em 25 de maio de 2017 às, 09h31.

Última atualização em 6 de dezembro de 2018 às, 13h47.

São Paulo - Alinhar expectativas pode ser essencial para quem está achando que o reconhecimento não existe no lugar em que trabalha. Confira o que diz Rubens Prata, CEO da STATO, em mais um dos vídeos de carreira:

Continua após a publicidade

Veja Também

CCXP 2023: Chris Hemsworth e Anya Taylor-Joy contam bastidores de 'Furiosa'; veja como foi
Pop

Há 5 horas • 5 min de leitura

CCXP 2023: Chris Hemsworth e Anya Taylor-Joy contam bastidores de 'Furiosa'; veja como foi

CCXP 2023: Sandy falta a painel de "Evidências do Amor" com Porchat; saiba o motivo
Pop

Há 7 horas • 2 min de leitura

CCXP 2023: Sandy falta a painel de "Evidências do Amor" com Porchat; saiba o motivo

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Resultado da Mega-Sena concurso 2662; prêmio é de R$ 35,8 milhões
seloMinhas Finanças

Há 7 horas • 2 min de leitura

Resultado da Mega-Sena concurso 2662; prêmio é de R$ 35,8 milhões

Greve de ônibus: prefeitura de SP entra na Justiça contra possível paralisação
Brasil

Há 7 horas • 2 min de leitura

Greve de ônibus: prefeitura de SP entra na Justiça contra possível paralisação

Varejo ganhou R$ 11 bilhões em valor de mercado em novembro. É hora de comprar?
seloOnde Investir

Há 8 horas • 5 min de leitura

Varejo ganhou R$ 11 bilhões em valor de mercado em novembro. É hora de comprar?

Desenrola Brasil: dezembro é a última oportunidade para renegociar dívidas; saiba como
seloMinhas Finanças

Há 8 horas • 6 min de leitura

Desenrola Brasil: dezembro é a última oportunidade para renegociar dívidas; saiba como

STF decide que Correios podem abrir correspondências em caso de suspeita de crime
Brasil

Há 8 horas • 2 min de leitura

STF decide que Correios podem abrir correspondências em caso de suspeita de crime