A página inicial está de cara nova Experimentar close button

WhatsApp Business terá vendas no app e começará a cobrar por serviços

O aplicativo anunciou que irá cobrar por funções oferecidas a empresas, mas expandirá atuação junto a parceiros como Zendesk e Sprinklr

O WhatsApp anuncia hoje que terá um recurso de finalização de vendas diretamente em conversas no aplicativo. Para a companhia americana, que pertence ao Facebook, a novidade ajudará pequenas empresas que foram afetadas pela pandemia global do novo coronavírus. A pandemia mexeu com a economia e os negócios no mundo todo. Venha aprender com quem conhece na EXAME Research.

Neste ano, a empresa já anunciou em outro momento uma função de pagamentos, que foi barrada pelo Banco Central. Segundo reportagem da Bloomberg, o BC estaria prestes a liberar as vendas pelo aplicativo de mensagens. EXAME apurou que a decisão ficará para 2021.

Segundo uma pesquisa da consultoria Accenture, de julho deste ano, 83% dos brasileiros já utilizam o WhatsApp para fazer compras — e 37% deles consomem produtos de grandes empresas. O Magalu é uma das grandes empresas que abraçaram as vendas por aplicativos.

“Enquanto empresas em todo o mundo investem bilhões de dólares para gerenciar ligações telefônicas, e-mails e mensagens SMS, seus clientes não querem ficar fila de espera de uma ligação, ser redirecionados para vários atendentes ou ficar na dúvida se suas mensagens foram recebidas”, diz o WhatsApp, em comunicado. Segundo a empresa, mais de 175 milhões de pessoas enviam diariamente mensagens a contas do WhatsApp Business, aplicativo voltado a pequenas e médias empresas lançado há dois anos.

O WhatsApp anunciou que planeja expandir suas parcerias com fornecedores de soluções corporativas, como a Zendesk e a Sprinklr, para hospedar e gerenciar o atendimento ao cliente durante a pandemia. A iniciativa é voltada a pequenas e médias empresas, que poderão vender seus produtos mesmo à distância.

Junto ao anúncio, o WhatsApp informou que passará a cobrar por funções oferecidas para grandes empresas, como já vinha fazendo, mas não revelou mais detalhes sobre precificação ou quais recursos serão efetivamente pagos. Entretanto, a empresa se comprometeu a continuar a oferecer a ampliar seus serviços gratuitos de mensagens, bem como ligações de voz e vídeo via internet para todo o público. No mundo, o WhatsApp tem 2 bilhões de usuários mensalmente ativos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também