Tecnologia

Spotify continua a crescer e aumenta número de assinantes em 21%

Empresa citou alta acima do esperado no faturamento publicitário e reconheceu que podcasts, como Joe Rogan Experience, superaram expectativas

Spotify: empresa teve alta no número de assinantes com crescimento de podcasts, que geraram engajamento e trouxeram novos usuários (Lucas Jackson/Reuters)

Spotify: empresa teve alta no número de assinantes com crescimento de podcasts, que geraram engajamento e trouxeram novos usuários (Lucas Jackson/Reuters)

TL

Thiago Lavado

Publicado em 28 de abril de 2021 às 09h12.

Última atualização em 28 de abril de 2021 às 12h12.

O Spotify anunciou nesta quarta-feira, 28, em seu resultado trimestral que alcançou a marca dos 158 milhões de assinantes, uma alta de 21% ante o mesmo trimestre do ano passado. A empresa também teve alta, de 24%, no número de pessoas que usam a plataforma — incluindo assinantes e pessoas que optam por escutar publicidade —, chegando a 356 milhões de usuários ativos mensais.

Com o aumento, a receita vinda de assinaturas cresceu 14% na comparação ano a ano e chegou a 1,9 bilhão de euros. O faturamento publicitário subiu 46% ante o mesmo período de 2020, ainda que tenha tido queda de 23% sob o último trimestre do ano passado.

Foram 216 milhões de euros de receita publicitária, apontando que ainda há muito a ganhar no mercado de publicidade, já que a maioria dos usuários não paga pelo serviço, ainda que as vendas em publicidade sejam menores que o faturamento de assinaturas. O Spotify afirmou no balanço que a alta foi acima do esperado.

A empresa adquiriu no ano passado a Megaphone, uma empresa focada em direcionar publicidade em inserções de áudio. E em um evento, realizado em fevereiro deste ano, o Spotify anunciou o Streaming Ad Insertion (SAI), que vai permitir que publicidade seja inserida de maneira direcionada em meio à audição dos programas. Uma grande expansão, para 21 novos mercados, também foi anunciada.

O crescimento da empresa no ano passado foi ancorado na aposta feita em torno dos podcasts. O Spotify empresa lançou, em 2020, 80 podcasts exclusivos na América Latina, metade deles no Brasil. Região tem cerca de 20% dos usuários da plataforma.

Um acordo estimado em 100 milhões de dólares com o podcast Joe Rogan Experience figurou entre um dos maiores do setor. No balanço desta quarta, o programa foi citado como tendo performance acima do esperado, trazendo novos usuários e engajamentos à plataforma.

Não perca as últimas tendências do mercado de tecnologia. Assine a EXAME.

Acompanhe tudo sobre:PodcastsSpotify

Mais de Tecnologia

A resposta da China para os bloqueios dos EUA: US$ 47 bilhões para autossuficiência em chips

Que música está tocando? Veja 5 formas de descobrir

Lei que regula pesquisa clínica com seres humanos é sancionada após nove anos de tramitação

Drones brasileiros: Psyche Aerospace recebe aporte de R$ 15 milhões para drone agrícola autônomo

Mais na Exame