Selfies fazem nariz parecer 30% mais largo, aponta estudo

Pesquisadores da Universidade de Stanford afirmam que essa diferença pode causar problemas de autoestima e distorção na autoimagem

São Paulo - Pesquisadores da Universidade de Stanford e da Rutgers New Jersey Medical School publicaram um artigo indicando que as fotos tiradas com a câmera muito próxima ao rosto podem fazer o nariz parecer mais largo do que realmente é.

Usando modelos geométricos, os pesquisadores puderam calcular a distorção relativa de diversas partes do rosto com a câmera posicionada a diferentes distâncias e chegaram à conclusão de que o ideal é tirar a foto com a câmera a 1,5 metros do rosto. A 30 centímetros, a distorção da largura do nariz chega a ser de até 30%.

Os autores da pesquisa afirmam que essa diferença pode causar problemas de autoestima e distorção na autoimagem, já que as pessoas se veem de uma forma diferente do que realmente são. Na publicação, eles fazem referência a uma pesquisa da Academia Americana de Cirurgiões Plásticos e de Reconstrução Facial, que aponta que 42% dos cirurgiões tiveram pacientes que buscaram intervenções para melhorar suas selfies nas redes sociais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.