Tecnologia

Samsung prevê salto nos lucros devido à demanda por chips de IA

Expectativa de aumento significativo no lucro operacional da Samsung impulsionada pela recuperação dos preços dos chips de memória e demanda por inteligência artificial

Aumento por demanda de chips deve ajudar Samsung no crescimento do lucro. (AFP/Divulgação)

Aumento por demanda de chips deve ajudar Samsung no crescimento do lucro. (AFP/Divulgação)

Fernando Olivieri
Fernando Olivieri

Redator na Exame

Publicado em 5 de julho de 2024 às 10h19.

A Samsung, maior fabricante mundial de chips de memória, prevê um aumento de mais de 15 vezes no lucro operacional do segundo trimestre, em resposta à recuperação dos preços dos chips de memória e à forte demanda por produtos de inteligência artificial. A empresa estima um lucro operacional de 10,4 trilhões de won (cerca de R$ 37,3 bilhões) no segundo trimestre, um aumento de 1.452% em relação ao mesmo período do ano anterior. As informações são do Financial Times.

Os preços dos chips de memória, como D-Ram e Nand flash, subiram significativamente no segundo trimestre, com um aumento de 13% a 18% e 15% a 20%, respectivamente, de acordo com a TrendForce. Esse aumento nos preços ajudou a compensar as margens de lucro mais baixas na divisão de smartphones da Samsung, apesar das boas vendas dos modelos S24, que possuem recursos de inteligência artificial. Os custos mais altos de materiais e marketing, no entanto, têm impactado os lucros dessa divisão.

Novos dispositivos

A Samsung planeja lançar seus mais recentes telefones dobráveis com recursos de IA na próxima semana em Paris, como uma estratégia para enfrentar a crescente concorrência de rivais chineses no segmento de alta margem. Analistas acreditam que a recuperação nos preços dos chips de memória está compensando as margens decrescentes no setor de smartphones.

Apesar das previsões otimistas, a Samsung tem enfrentado desafios na produção de chips HBM (High Bandwidth Memory). A empresa está atrás de rivais como SK Hynix e Micron Technology na produção em massa desses chips avançados. A SK Hynix e a Micron, que fornecem chips HBM para a Nvidia, informaram que sua capacidade de produção para esses chips está esgotada para este ano e o próximo.

Aumento da competitividade

A Samsung tem promovido seu "serviço completo" para clientes, tentando diminuir a diferença com a TSMC na fabricação de chips sob contrato. A empresa afirma que pode ajudar os clientes a produzir seus chips de IA mais rapidamente, integrando seus serviços de chip de memória, fundição e embalagem de chips. No entanto, algumas empresas de tecnologia permanecem receosas em fazer pedidos à Samsung, devido à concorrência em outros campos.

Analistas esperam que a Samsung comece a fornecer chips HBM para a Nvidia na segunda metade deste ano. No entanto, alguns permanecem céticos quanto às perspectivas de negócios de longo prazo da empresa. A Samsung enfrenta desafios em termos de competitividade tecnológica, com muitos talentos de ponta deixando a empresa. Além disso, a empresa ainda precisa demonstrar uma liderança clara e estratégias eficazes para reverter a situação.

Acompanhe tudo sobre:ChipsSamsungCoreia do SulInteligência artificial

Mais de Tecnologia

Uber apresenta instabilidade no app nesta sexta-feira

Zuckerberg diz que reação de Trump após ser baleado foi uma das cenas mais incríveis que já viu

Companhias aéreas retomam operações após apagão cibernético

O que faz a CrowdStrike, empresa por trás do apagão cibernético

Mais na Exame