Rival do Spotify, Deezer chega ao Brasil com grande acervo

Com mais de 20 milhões de músicas disponíveis, serviço de streaming europeu chega ao país oferecendo seis meses de acesso gratuito a todos os seus usuários
Deezer: com conta Premium Plus, usuários podem ouvir música através de smartphones ou tablets, mesmo sem conexão com a internet (Divulgação)
Deezer: com conta Premium Plus, usuários podem ouvir música através de smartphones ou tablets, mesmo sem conexão com a internet (Divulgação)
G
Gabriela RuicPublicado em 19/09/2013 às 11:43.

São Paulo – Enquanto o famoso serviço americano de streaming de música, Spotify, não chega ao Brasil, seu rival europeu, Deezer, acaba de desembarcar no país. Com um acervo de cerca de 20 milhões de músicas, o site estreia em território nacional oferecendo seis meses gratuitos de música para todos os seus usuários.

“Acreditamos que é um serviço que o usuário precisa de tempo para se acostumar e reconstruir sua biblioteca musical” declarou Mathieu Le Roux, diretor geral da Deezer na América Latina, em entrevista a EXAME.com. “Por isso investimos nessa estratégia de oferecer um período gratuito, que será parcialmente financiado pela publicidade no site”, explicou.

O site conta com três planos diferentes. O primeiro deles, Premium Plus, custa 14,90 reais por mês. Este plano permite ouvir músicas mesmo sem conexão com a internet e através do app para smartphones e tablets. Também oferece funcionalidades como a construção de listas de reprodução, além de permitir que o usuário siga amigos e artistas. É possível ainda realizar o upload de músicas armazenadas no computador, mas que não poderão ser compartilhadas com outras pessoas por questões de copyright.

O segundo plano é o Premium, que custa 8,90 reais. Com exceção do serviço off-line, a assinatura desta conta inclui todas as funcionalidades do perfil mais caro. Já o plano mais básico, o Discovery, permite o acesso a apenas duas horas de música por mês e é gratuito. 

Completamente integrado com as redes sociais, logo em seguida do cadastro é possível começar a ouvir músicas de artistas e bandas que tenham recebido o “curtir” do usuário no Facebook. Os mais conectados também podem recomentar playlists e compartilhar músicas através das redes sociais.

Durante o período promocional, os usuários terão acesso como se fossem pagantes do plano Premium. Porém, quem desejar ouvir suas músicas prediletas no metrô, por exemplo, poderá experimentar gratuitamente, por apenas quinze dias, o acesso à conta Premium Plus, que dispensa a conexão de internet para a reprodução.

“Quando este período experimental terminar, será enviado um e-mail para renovação por mais quinze dias”, disse Le Roux. Esta possibilidade, porém, está sujeita ao cadastro do cartão de crédito. Quando a promoção expirar, quem optar por não assinar nenhum dos dois planos poderá, ainda sim, continuar a ouvir suas músicas no plano Discovery.

Deezer

Criado há sete anos na França, o site está hoje disponível em 160 países e conta com mais de 3 milhões de assinantes em todo o mundo. Com a ajuda do Brasil e outros países da América Latina, explicou La Roux, o Deezer pretende atingir metas ambiciosas. De acordo ele, o objetivo é chegar a 1 bilhão de euros em faturamento.