Tecnologia

Jack Dorsey dá adeus a rede social Bluesky, sua outra 'tentativa de Twitter'

Saída do ex-CEO do Twitter marca nova fase para rede social descentralizada

Jack Dorsey: fundador do Twitter e criador do Bluesky (MARCO BELLO/Getty Images)

Jack Dorsey: fundador do Twitter e criador do Bluesky (MARCO BELLO/Getty Images)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 6 de maio de 2024 às 16h08.

Última atualização em 6 de maio de 2024 às 16h10.

Jack Dorsey, cofundador do Twitter, anunciou em uma postagem na rede social X que não faz mais parte do conselho da Bluesky. Em postagem feita no sábado, 4, Dorsey não forneceu explicações para sua saída, deixando a data do desligamento incerta.

Na tarde de domingo, a Bluesky publicou um comunicado agradecendo Dorsey por seu apoio ao projeto e anunciou que está em busca de um novo membro para o conselho que compartilhe da visão de construir uma rede social que coloque as pessoas no controle de suas experiências.

Dorsey fundou a Bluesky em 2019, quando ainda era CEO do Twitter. Ele descreveu o projeto como uma equipe independente que desenvolveria um padrão descentralizado para as redes sociais. Desde então, a Bluesky se tornou uma empresa independente, liderada pela CEO Jay Graber, com financiamento privado, e foi aberta ao público em fevereiro.

Embora Dorsey tenha excluído sua conta na Bluesky no ano passado, ele permaneceu associado ao projeto. Durante o fim de semana, ele esteve ativo na rede X, postando sobre diversos temas, incluindo a disputa entre os rappers Drake e Kendrick Lamar por meio de músicas.

Acompanhe tudo sobre:TwitterAppsRedes sociais

Mais de Tecnologia

NIO lança estação que realiza troca de bateria em apenas 3 minutos

Aeroportos registram queda no extravio de bagagens após implementação de novas tecnologias

Volta do presencial prejudica profissionais de tecnologia do Norte e Nordeste

IBM Consulting troca gerente geral para renovar foco em projetos de inteligência artificial

Mais na Exame