Acompanhe:

Apple aumenta produção na Índia e vê nova fronteira de crescimento

Empresa está aumentando produção de iPhones na Índia e vai começar a produzir iPads fora da China pela primeira vez

Modo escuro

Continua após a publicidade
Com lançamento de loja online e aumento de produção, Apple planeja crescimento no mercado indiano (Avishek Das/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)

Com lançamento de loja online e aumento de produção, Apple planeja crescimento no mercado indiano (Avishek Das/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)

T
Thiago Lavado

Publicado em 27 de janeiro de 2021 às, 17h53.

Última atualização em 27 de janeiro de 2021 às, 19h34.

A Apple parece estar em busca de novos horizontes. A empresa deve aumentar a produção de iPhones na Índia, onde já fabrica os iPhone 11, além de iniciar a produção dos novos iPhone 12 no país.

A informação é da agência Nikkei e aponta para uma diversificação na linha de produção da Apple. Além do aumento de produção na Índia, a gigante planeja até a metade do ano iniciar a fabricação de iPads no Vietnam — a primeira vez que o tablet seria feito em quantidade considerável fora da China.

De acordo com fontes ouvidas pela Nikkei, a empresa estaria aumentando a produção de alto-falantes residenciais, fones de ouvido e computadores no sudeste asiático, para diversificar a produção.

O movimento, de acordo com a agência aponta para o aumento no custo da mão de obra na China e a expectativa de manutenção das tarifas com o país, apesar da nova gestão do democrata Joe Biden.

O crescimento da Apple na Índia também estaria surpreendendo. De acordo com uma análise das empresas de pesquisa Counterpoint Research e CyberMedia Research, o crescimento da fabricante dobrou na Índia no quarto trimestre de 2020.

A Apple ainda não divulgou os resultados do último período de 2020, mas analistas estimam que 1,5 milhão de iPhones foram vendidos na Índia, uma demanda que cresceu 100% na comparação com o ano anterior.

Avaliada em 2,4 trilhões de dólares, a fabricante do iPhone teve um trimestre de lançamentos com a chegada de uma nova linha de MacBooks, agora com processadores “feitos em casa” após o fim da parceria com a Intel, além de um novo MacBook Air. Os novos produtos ajudaram a companhia a reconquistar o posto de marca mais valiosa do planeta após cinco anos longe da liderança.

A empresa tem uma fatia pequena no mercado indiano, de 4% apenas. A Índia é notória por ser um mercado forte para fabricantes chinesas, como Oppo, Xiaomi, Realme e para a sul-coreana Samsung.

Apesar disso, a imprensa local afirma que a estratégia local tem mudado, com a Apple lançando um site para vender produtos na Índia com diferentes financiamentos, além de serviços como AppleCare+ — que garante seguro e reparos para aparelhos da empresa.

Uma análise da Counterpoint sugere ainda que a chegada da rede 5G pode ser importante para o desempenho da empresa no país, que deve ter uma demanda por 38 milhões de smartphones 5G este ano.

Os últimos aparelhos da empresa, em especial o iPhone 12 mini, que tem um preço mais competitivo, podem brigar nesse mercado.

 

Últimas Notícias

Ver mais
Apple rejeita relatório sobre uso transparente da inteligência artificial
Tecnologia

Apple rejeita relatório sobre uso transparente da inteligência artificial

Há 20 horas

Disney anuncia joint-venture com Reliance, gigante da Índia
seloNegócios

Disney anuncia joint-venture com Reliance, gigante da Índia

Há 21 horas

Apple desiste de carro elétrico, EUA revisa PIB e balanços: 3 assuntos que movem o mercado
seloMercados

Apple desiste de carro elétrico, EUA revisa PIB e balanços: 3 assuntos que movem o mercado

Há um dia

Por que a medicina alternativa Ayurveda está ressurgindo da Índia?
Mundo

Por que a medicina alternativa Ayurveda está ressurgindo da Índia?

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais