Tecnologia

Meta anuncia inteligência artificial para WhatsApp e Instagram

No aplicativo de fotografias, será possível usar a IA para buscar fotos e vídeos na barra de pesquisas

Atualizações são esperadas no Instagram e no WhatsApp (Andrew Harrer/Bloomberg)

Atualizações são esperadas no Instagram e no WhatsApp (Andrew Harrer/Bloomberg)

Publicado em 15 de abril de 2024 às 12h13.

A Meta está investindo cada vez mais em inteligência artificial. Além de testar um chatbot à base de IA no WhatsApp em alguns países, a empresa está experimentando com inteligência artificial no Instagram.

Nesse aplicativo, a ideia é que a busca na barra de pesquisas leve o usuário a conversar com a IA da Meta, onde ele poderá fazer perguntas ou usar algum prompt pré-definido. Assim, será possível descobrir novo conteúdo no Instagram por meio do uso da barra à base de inteligência artificial.

Por exemplo: se um usuário quer ver um vídeo no Reels de um pôr-do-sol, bastará escrever um prompt como "pôr-do-sol bonito em Maui".

"Nossas experiências movidas a inteligência artificial generativa estão sob desenvolvimento em várias fases, e estamos testando várias delas publicamente em uma capacidade limitada", declarou um porta-voz da Meta ao TechCrunch.

Ao mesmo tempo, a empresa confirmou que está testando o Meta AI, seu chatbot, no WhatsApp, Instagram e Messenger na Índia e em partes da África. Importante notar que a Índia é o maior mercado da Meta no mundo, com mais de 500 milhões de usuários do Facebook e WhatsApp no país.

O chatbot tem por objetivo responder a perguntas diretamente nas conversas e ainda oferecer a possibilidade de gerar imagens realistas a partir de prompts de texto.

Nota-se, assim, o crescente interesse da Meta por inteligência artificial, a qual deve ser vista com cada vez mais frequência nas plataformas da empresa.

Acompanhe tudo sobre:InstagramWhatsAppFacebookMetaInteligência artificial

Mais de Tecnologia

Tim Cook, CEO da Apple, promete doações para vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul

A conexão humana e digital fez a diferença para a Stefanini no Rio Grande do Sul

Enchentes no RS: páginas ajudam na localização de resgatados e busca por abrigos

TikTok processa governo dos EUA para bloquear lei que exige venda ou proibição do aplicativo

Mais na Exame