Fundadores do Google entram no grupo dos “centibilionários”

Sergey Brin e Larry Page são 2 dos 8 bilionários com fortuna acima de US$ 100 bilhões no mundo hoje, se juntando a nomes como Jeff Bezos, Elon Musk e Bill Gates; no Google, a dupla já chegou a receber salários de 1 dólar

Os fundadores do Google agora fazem parte do clube dos centibilionários. Larry Page e Sergey Brin lucraram com o aumento das ações na área de tecnologia e agora carregam uma fortuna de mais de 100 bilhões de dólares cada.

Page e Brin entram em um grupo dominado por CEOs e empresários norte-americanos de empresas, em sua maioria também da área de tecnologia. São eles: Jeff Bezos (Amazon); Elon Musk (Tesla); Bill Gates (Microsoft); Bernard Arnault (LVMH); Mark Zuckerberg (Facebook) e Warren Buffett (Berkshire Hathaway). Juntos, os oito possuem uma fortuna avaliada em mais de 1 trilhão de dólares.

De acordo com estimativas do índice Billionaire da Bloomberg, a fortuna de Larry Page vale 103,6 bilhões de dólares enquanto Brin está avaliado em 100,2 bilhões. Comparado ao ano anterior, suas fortunas cresceram 20,4 e 21,2 bilhões de dólares respectivamente, até abril de 2021.

Os dois detêm o controle da Alphabet e têm mais de 50% do total de votos na empresa, que obteve uma receita de 46,43 bilhões de dólares no quarto trimestre de 2020. No ano anterior, a Alphabet teve faturamento de 37,57 bilhões de dólares, demonstrando um aumento considerável que a empresa atribui ao crescimento no uso do YouTube e da ferramenta de pesquisa do Google durante a pandemia. Ao todo, a empresa-mãe do Google cresceu mais de 80% em 2020.

Larry Page e Sergey Brin na garagem que sediava o Google Larry Page e Sergey Brin na garagem que sediava o Google

Larry Page e Sergey Brin na garagem que sediava o Google (Google/Reprodução)

 

Histórico com o Google

Doutorandos na Universidade de Stanford, Larry Page e Sergey Brin criaram o primeiro mecanismo de busca que viria a se tornar o Google em 1996 ao lado de um terceiro fundador que acabou saindo antes do início oficial da empresa. A dupla já chegou a receber salários de 1 dólar no Google, que hoje é o site mais visitado do mundo.

Em 2015, a dupla criou a Alphabet para gerenciar o Google e outras subsidiárias. Brin se tornou o presidente da Alphabet e Page, seu CEO. Sundar Pichai assumiu o cargo de CEO do Google até 2019, quando os cofundadores decidiram se afastar da empresa-mãe e nomearam Pichai com o cargo de Page.

De acordo com informação do Insider, Pichai ainda consulta com Page e Brin regularmente. Em 2006, a dupla liderou uma rodada de investimentos de 40 milhões de dólares na Tesla de Elon Musk, e já usaram de sua fortuna para comprar mansões, iates e aviões com capacidade para 50 pessoas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.