Tecnologia

Como liberar espaço no celular Android

Apesar do armazenamento dos smartphones ser cada vez maior, ainda há quem tenha que lidar com falta de espaço: veja como resolver isso

S8: o aparelho vem com Android Nougat e a assistente pessoal Bixby (Drew Angerer/Getty Images)

S8: o aparelho vem com Android Nougat e a assistente pessoal Bixby (Drew Angerer/Getty Images)

Rafael Arbulu
Rafael Arbulu

Redator freelancer

Publicado em 18 de abril de 2024 às 18h40.

Smartphones e tablets Android mais novos contam com amplo espaço de armazenamento, mas essa não é a única tecnologia deles que evolui: fotos das câmeras e apps também “engordam” de tamanho a cada nova atualização e, com isso, você pode se ver sem muito espaço disponível para usar para outras finalidades.

A boa notícia é que existem várias formas de resolver isso, liberando armazenamento em pouco tempo e facilitando a sua vida sem que você seja pego desprevenido sem o seu valoroso espaço. Veja como a seguir:

Dicas para liberar espaço de armazenamento no celular

No Android, o Google implementou diversas medidas que permitem que você economize armazenamento ou, se esse espaço já estiver ocupado, o libere sem grandes dificuldades.

Mais ainda, existem soluções universais e também recursos mais localizados – todos com a mesma finalidade, indo desde apagar arquivos maiores ou desinstalar apps pouco ou nunca usados, até funções mais técnicas, envolvendo o cache do celular ou uso de sistema de armazenamento em nuvem.

Apagar arquivos grandes

O espaço de armazenamento de um smartphone Android é ditado pelo tamanho dos arquivos salvos no dispositivo. Logicamente, a relação mais simples diz: “arquivo grande” é igual a “menos espaço”. Assim sendo, uma solução bem óbvia é…se livrar dos arquivos grandes.

Existem várias formas de fazer isso: no Android, o app “Files”, do próprio Google, tem vários modelos de listagem de arquivos, separando-os em categorias (Fotos, Vídeos, Apps etc.), tamanho (do maior para o menor e vice-versa) e ainda em pastas dedicadas a apps específicos (vídeos gravados com a Câmera ou obtidos via download, por exemplo).

O Files é apenas um dos muitos apps de gerenciamento presentes no Android e todos eles fazem a mesma coisa. A nossa menção a ele vem pelo fato de ele pertencer à mesma empresa que criou o sistema operacional móvel, então a navegação entre seus recursos e o seu aparelho será a mais intuitiva possível.

Limpar o cache do celular

O Android conta com um recurso bastante intuitivo de armazenamento de cache. Ele não fica muito à vista, mas encontrá-lo não requer que você “cave” muito a fundo no sistema operacional.

Explicando de uma forma simples, o “cache” é um conjunto de arquivos criados pelas suas ações no uso do seu smartphone, e que ficam guardados na memória interna. Ele basicamente acelera determinadas ações: você fechou o Spotify no meio de uma música e, quando o abriu, retomou a reprodução do mesmo ponto? O cache é quem salva essas informações.

O problema é que mesmo esses arquivos mais técnicos também consomem espaço no armazenamento do aparelho, então “limpar o cache” periodicamente é uma boa ideia para quem quer economizar o referido espaço:

  • abra o menu de “Configurações” do seu dispositivo e procure a guia relacionada a “Armazenamento”
  • na tela seguinte, toque em “Dados em cache” ou algum nome próximo disso
  • a opção de “Limpar” o cache deve aparecer em seguida: aceite-a

Os nomes dos menus podem variar de acordo com a fabricante do seu aparelho, mas de uma forma geral, todas fazem menções ao que você leu acima.

Apenas para ressaltar: o cache limpo não exclui arquivos importantes – como fotos, vídeos, documentos, músicas ou apps – mas sim as informações da sua interação com eles, então não há nenhum risco de você perder algo com essa ação. Pode fazer a limpeza sem culpa.

Desinstalar aplicativos que não utiliza

Uma outra forma de salvar espaço no armazenamento do seu Android é revisar os apps menos utilizados – ou “não utilizados – e simplesmente desintalá-los. Novamente pegando o Files do Google como exemplo, na aba de “Apps”, ele lista o tempo de uso de cada instalação no seu aparelho, em ordem decrescente. Basta escolher os que você menos usa – e, obviamente, que não sejam tão importantes assim – e removê-los.

Esta é uma parte que parece óbvia, mas a simples remoção de um app traz vários benefícios: um jogo esquecido no smartphone, por exemplo, ainda salva em cache (vide a dica anterior) dados como o seu progresso em uma partida ou informações de login. Ao removê-lo, você se livra de tudo isso e ainda tira mais espaço ao apagar o arquivo de instalação do app.

Salvar fotos e arquivos do Whatsapp na nuvem

O WhatsApp é um dos campeões de “estourar espaço” em qualquer smartphone. Isso porque a maioria das pessoas não ajusta as configurações de mídia do app de mensagens e, como consequência, fotos e vídeos recebidos por ele são automaticamente salvos no aparelho.

Não que tenha algo errado nisso – muitas fotos de eventos importantes da sua vida são compartilhadas assim e, claro, você não quer abrir mão de tudo isso. Mas há uma forma mais simples de cuidar desse problema sem sacrificar suas lembranças: o backup em nuvem.

O próprio WhatsApp conta com um recurso que atrela a sua conta no app à sua conta no Google ou outra suíte de aplicativos online. Por padrão, isso ocorre no Google Drive, do Android. Para acessar essas informações, faça o seguinte: 

  • abra o WhatsApp e, na tela principal, toque em “Mais opções” (os três pontinhos empilhados no canto superior direito) e, depois, em “Configurações”
  • em seguida, acesse a guia “Conversas”, seguida de “Backup de Conversas” e, finalmente, “Fazer backup na Conta do Google”
  • na tela seguinte, você deve ajustar a frequência do backup: as opções são “Nunca”, “Apenas quando eu tocar em ‘Fazer backup’” ou, ainda, é possível ajustar uma periodicidade automática (diária, semanal ou mensal)

O backup do WhatsApp usa a sua conta principal do Google, que você atrelou na configuração do seu aparelho e é a mesma pela qual você acessa a Play Store, para salvar os arquivos de backup. Como eles vão diretamente para o Google Drive, seu aparelho fica livre de armazenar o material salvo, mas você, ao mesmo tempo, não perdeu nada.

Aplicativos para liberar armazenamento

Se as dicas nativas do Android, que você viu acima, ainda não lhe servem, você também pode usar um app para liberar armazenamento. Assim como o já mencionado Files do Google, esses apps são conhecidos como “Gerenciadores de Arquivos” e têm uma categoria inteiramente dedicada a eles na Play Store.

Tirando o app do próprio Google, as ferramentas mais populares incluem:

  • CCleaner
  • Files Go
  • Avast Cleanup & Boost
  • AVG Cleaner
  • Clean Master

Todos eles trazem mais ou menos as mesmas funções, como limpeza automática de cache, desinstalação de apps pouco ou não utilizados e separação de arquivos em pastas específicas para facilitar a navegação. Alguns ainda contam com identificação de arquivos duplicados para que você elimine cópias sem perder originais e também backups em nuvem.

Leia também

Acompanhe tudo sobre:Tutorial

Mais de Tecnologia

Colher elétrica promete 'temperar' alimento sem utilizar mais sal

Plano do Instagram para engajar usuários pode dar certo?

Novo app permite instalar jogos retrô da Nintendo no iPhone; saiba como

Neuralink, de Elon Musk, fará teste de implante cerebral em novo voluntário

Mais na Exame