Blue Origin realiza com sucesso voo espacial que incluiu turista brasileiro

A decolagem aconteceu às 08h26 locais (10h26 em Brasília), na região oeste do Texas, nos Estados Unidos
Blue Origin: valor das passagens pagas pelos turistas não foi divulgado (Isaiah J. Downing/Reuters)
Blue Origin: valor das passagens pagas pelos turistas não foi divulgado (Isaiah J. Downing/Reuters)
A
AFPPublicado em 04/06/2022 às 17:43.

A nave espacial New Shepard, da Blue Origin, transportou seis novos turistas ao espaço neste sábado (4), entre eles o brasileiro Victor Correa Hespanha, em um voo de dez minutos que marcou a quinta missão tripulada bem-sucedida para a companhia de Jeff Bezos.

A decolagem aconteceu às 08h26 locais (10h26 em Brasília), na região oeste do Texas, nos Estados Unidos.

Depois de um voo de dez minutos, a cápsula que transportava os seis passageiros aterrissou suavemente em uma vasta planície árida banhada pela luz do sol.

O voo incluiu o mineiro Victor Hespanha, engenheiro de produção de 28 anos e primeiro 'criptonauta' da história e o segundo brasileiro a viajar ao espaço, depois do então astronauta Marcos Pontes, em 2006. Hespanha garantiu sua vaga ao adquirir um NFT (tolkien não fungível) através Crypto Space Agency (CSA) e ganhar um sorteio para participar do voo espacial.

Também estavam entre os turistas Katya Echazarreta, a primeira mulher nascida no México a ir ao espaço, e os empresários Hamish Harding, Jaison Robinson, Victor Vescovo e Evan Dick. Este último já havia participado do terceiro voo tripulado da New Shepard, em dezembro do ano passado.

O valor das passagens pagas pelos turistas não foi divulgado.

Como funciona

A cápsula e seus passageiros foram propulsados por um foguete portador, que se desprendeu assim que sua missão foi cumprida e voltou para aterrissar em uma pista, para que possa ser utilizado novamente.

A cápsula continuou sua trajetória até ultrapassar a Linha Karman, a uma altitude de 100 km, que marca o início do espaço segundo a convenção internacional.

Os passageiros puderam flutuar durante alguns instantes em gravidade zero, e admirar a curvatura da Terra através de grandes escotilhas.

Depois, a cápsula iniciou uma queda livre para retornar à Terra, que foi desacelerada por três enormes paraquedas antes de tocar o solo suavemente.

O voo estava originalmente programado para 20 de maio, mas foi adiado "por precaução" depois que uma anomalia foi detectada no foguete. A companhia não divulgou mais detalhes sobre este tema.

O próprio Bezos, principal acionista da Blue Origin, participou do primeiro voo tripulado do New Shepard, em julho de 2021.

Desde então, a nave também transportou o ator que interpreta o capitão Kirk da série Star Trek, William Shatner, e Laura Shepard Churchley, filha do primeiro americano a viajar ao espaço.

O principal concorrente da Blue Origin para este tipo de voo suborbital é a Virgin Galactic. Contudo, desde o mês de julho do ano passado e o voo no qual participou seu fundador, o britânico Richard Branson, a nave permaneceu em terra para passar por modificações.