Pop

The Last of Us Ep 5: na vida de quem cuida, sofre quem sobrevive

Quinto episódio da série lida com o limite da humanidade e caminha para segunda metade da temporada

The Last of Us: episódio 5 saiu nesta sexta-feira, 10 (The Last of Us/ HBO/Divulgação)

The Last of Us: episódio 5 saiu nesta sexta-feira, 10 (The Last of Us/ HBO/Divulgação)

O quinto episódio de The Last of Us, que foi ao ar nesta sexta-feira, 10 — adiantado por causa da exibição do Super Bowl, que ocorre neste domingo, 12 —, mostrou ao público o lado sombrio da série.

Que horas começa The Last of Us? Veja como assistir ao episódio 5

Um arcos mais tristes pelos quais Joel (Pedro Pascal) e Ellie (Bella Ramsay) precisam passar na primeira temporada, a história de Henry (Lamar Johnson) e Sam (Keivonn Woodard) surpreende pelo desfecho e deixa um sabor amargo para o próximo capítulo.

Com 61 minutos, "Endure to Survive" ("Aguente para Sobreviver", em português) tem uma trajetória surpreendente de atuação de Pascal e Johnson, com destaque especial para as cenas de Ramsay nos minutos finais do episódio.

ATENÇÃO: a partir daqui esse texto contém spoilers do quinto episódio de The Last of Us!

Contexto entre os 'vilões'

(The Last of Us/HBO/Divulgação)

Um dos pontos altos da história de The Last of Us, sobretudo na expansão para a série, é a possibilidade de conhecer personagens com uma história mais robusta. Mesmo com pouco tempo de tela, é possível criar uma intensa conexão com eles — até mesmo em seus momentos mais sombrios.

Kathleen (Melanie Lynskey) é prova disso. Neste episódio, para além da crueldade e perpetuação do autoritarismo de seu grupo de resistência à Fedra, a série também revela momentos que a tornam humana, digna de sentimentos e até mesmo empatia. Esse toque aprofunda a personagem no enredo, até mesmo a seu desfecho no final do episódio.

Com o próprio depoimento dela sobre a perda do irmão, entrelaçado com a fala de Henry sobre a ação que o fez tirar a vida do homem, é possível compor um quadro interligado e denso da história de Kansas City após o apocalipse. Mais uma expansão que a série tem explorado muito bem.

Momento de tensão constante

(The Last of Us/ HBO/Divulgação)

Como em todos os demais episódios, os diálogos são uma das partes mais importantes de The Last of Us. No capítulo cinco não foi diferente: desde a conversa entre Joel e Henry nos túneis até à mensagem no túmulo de Sam deixada por Ellie, são algumas palavras e frases que mais se tornam memoráveis na série.

Há momentos, no entanto, que a falta de palavras também revela alguns dos sentimentos mais profundos dos personagens. No quinto episódio, é possível ver, no olhar de Joel — e aqui vale ressaltar a brilhante atuação de Pedro Pascal —, o medo que o motiva a proteger Ellie enquanto ela escapa dos infectados. Em perfeita sincronia e sem a troca de uma única palavra, os dois avançam juntos, ainda que fisicamente separados.

A cena em que Joel atira dentro da casa para proteger Ellie, Sam e Henry também mostra que ele se atém à personagem de Bella Ramsay, sendo ela seu principal foco — mesmo quando há outras pessoas em perigo.

Limite da humanidade e aversão ao luto

(The Last of Us/ HBO/Divulgação)

O final do episódio surpreende (ao mesmo para quem não jogou o jogo) pela reação de instinto e aversão ao luto. Quando Henry dispara contra Sam, fica evidente que a reação foi de puro instinto, após duas décadas lidando com infectados.

O que pesa, no entanto, é que em meio a tanta dificuldade e exaustão que ambos os personagens passam fugindo dos outros humanos, seguir sozinho deixa de ser uma opção. A cena em que os dois irmãos morrem pode ser uma das mais memoráveis da série até o momento.

Esse mesmo momento, ao final do episódio, também contribui muito para a construção da personalidade de Ellie. Diante de todos os traumas, é possível ver ali que a personagem carrega um sentimento de culpa constante — a ser explorado nos próximos episódios.

O cenário expande e aproxima, ao mesmo tempo, a relação entre Joel e Ellie. Nas dificuldades e na forma de lidar com situações inesperadas e difíceis, é na atuação de Pascal e Ramsay que mora o fio condutor de The Last of Us.

E o quinto episódio explora o que a série faz de melhor: a mistura entre a tensão, o alívio e o desespero.

Quando estreia o sexto episódio de The Last of Us?

Seguindo a trajetória dos demais capítulos, o sexto episódio estreia no próximo domingo, 19 de fevereiro, às 23h.

Veja o trailer do episódio 6 de The Last of Us

yt thumbnail

Como assistir The Last of Us?

A HBO exibirá o episódio para assinantes da TV por assinatura que incluam seu pacote. O capítulo estará disponível nos canais 1 e 2 da HBO.

Também no domingo, 19, os assinantes da plataforma HBO Max terão acesso ao sexto episódio.

Que horas começa The Last of Us?

O sexto episódio irá ao ar no dia 19 de fevereiro, sexta-feira, com exibição nos canais e na plataforma de streaming da HBO, a partir das 23h.

Quem faz parte do elenco de The Last of Us?

Além de Pedro Pascal e Bella Ramsey, a série também conta com Anna Torv, Gabriel Luna, Merle Dandridge, Nico Parker, Nick Offerman, Murray Bartlett e Storm Reid.

Acompanhe tudo sobre:CríticasHBOJogos onlineSériesThe Last of Us

Mais de Pop

Relembre o 'Super Size Me', quando Morgan Spurlock comeu apenas McDonald's por 30 dias

Morgan Spurlock, diretor de 'Super Size Me', morre de câncer aos 53 anos

Após venda geral, Rock in Rio 2024 ainda tem ingressos disponíveis para três dias; veja quais

Quando é Dia de São João? Entenda a origem da data

Mais na Exame